Bruno Guimarães detalha esforço pessoal para disputar Olimpíada

Meio-campista do Lyon também destacou o poder de liderança transmitido por Daniel Alves

14/07/2021 09:00 / atualizado em 14/07/2021 20:35
compartilhe
Brasileiro ressaltou que seu esforço pessoal para defender a seleção no Japão foi recompensado
foto: Aleksandar Djorovic/CBF

Brasileiro ressaltou que seu esforço pessoal para defender a seleção no Japão foi recompensado

Bruno Guimarães está prestes a realizar um de seus maiores sonhos como atleta profissional: disputar uma Olimpíada representando seu país. Com o objetivo claro de participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, o meia do Lyon, da França, fez questão de participar da negociação de sua liberação para que esta meta fosse cumprida. O brasileiro detalhou como transcorreu este período e ressaltou que seu esforço pessoal para defender a seleção no Japão foi recompensado.

"Quando assinei meu contrato com o Lyon, um dos diferenciais que tive com relação aos outros clubes que negociavam comigo na época, foi que o Lyon foi mais sensível em relação a isso (liberação para a Olimpíada). A gente já tinha deixado encaminhado, eles me contrataram no meio do Pré-Olímpico e eu fiz um excelente Pré-Olímpico. Já tínhamos deixado tudo combinado, então ajudou bastante. Para mim, a Olimpíada só não é mais importante do que a Copa do Mundo. Fora isso, a Olimpíada tem um peso enorme, sempre foi um sonho disputar. Estou muito feliz de estar aqui, é o começo de um sonho. Espero que a gente possa ir até a final e lá pegar a cereja do bolo, conquistar a amarelinha (medalha de ouro)", disse.

Recém-chegado à delegação brasileira, Bruno Guimarães se apresentou na última segunda-feira, já na cidade de Novi Sad, na Sérvia. Apesar do pouco tempo de convívio com seus companheiros de seleção olímpica, o meia destacou o poder de liderança transmitido por Daniel Alves. Segundo o próprio, e experiência do veterano será fundamental dentro e fora das quatro linhas.

"Apesar de estar pouco tempo com ele, já dá para ver que tem o 'leadership' (liderança) na veia. É um craque, sou suspeito para falar dele. É um cara que tem todos os títulos possíveis, todo o conhecimento. Para os mais novos é muito importante contar com ele. Vai ser, sem dúvida, um jogador muito importante", frisou o meia.

A pouco mais de uma semana para a estreia no torneio de futebol, Bruno Guimarães analisou o primeiro adversário do Brasil em Tóquio-2020. Em duelo que reedita a final olímpica do Rio-2016, a seleção medirá forças com a Alemanha, no próximo dia 22. De acordo com o meia, será um duelo chave para começar a competição com o pé direito.

"Contra a Alemanha, e por se tratar de estreia também, é um jogo-chave para a gente. Um jogo no qual a gente precisa ganhar os três pontos. A Alemanha vem sendo um adversário chato para o Brasil nos últimos tempos. Sabemos que será um jogo difícil, mas temos uma equipe muito boa e vamos fazer de tudo para nesse jogo já arrancar bem. É um jogo primordial, é estrear com o pé direito", concluiu.

Nesta quinta-feira, a seleção olímpica enfrentará os Emirados Árabes Unidos em jogo preparatório. Será o último teste para a equipe do técnico André Jardine antes da estreia nos Jogos de Tóquio-2020. No dia seguinte, a delegação embarcará para o Japão.


Compartilhe