UAI

2

COB homenageia atletas em ano histórico para o Brasil em Olimpíadas

Edição de 2021 do Prêmio Brasil Olímpico destacou o resultado obtido nos Jogos Olímpicos de Tóquio

07/12/2021 22:19 / atualizado em 08/12/2021 10:14
compartilhe
Evento aconteceu no Teatro Tobias Barcelos, em Aracaju, capital do Sergipe
foto: Jonne Roris/COB

Evento aconteceu no Teatro Tobias Barcelos, em Aracaju, capital do Sergipe

O ano de 2021 não era para ser olímpico, mas acabou sendo - por conta do adiantamento em um ano por conta da pandemia de COVID-19 - e foi histórico para o Brasil. A campanha brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio, entre 23 de julho e 8 de agosto, foi a melhor para o país na história das Olimpíadas, e este marco foi muito celebrado no Prêmio Brasil Olímpico, realizado na noite desta terça-feira, em pomposa cerimônia no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, capital do Sergipe.



Das 21 medalhas conquistadas pelo Brasil em Tóquio, duas - ouro e prata - foram conquistadas pela atleta do ano entre as mulheres. A ginasta Rebeca Andrade, ouro no salto e prata no individual geral nas Olimpíadas deste ano, faturou o prêmio aos 22 anos.

Rebeca, que também se destacou no Mundial de Ginástica Artística, bateu Ana Marcela Cunha, da maratona aquática, e Rayssa Leal, skatista, para se sagrar a atleta do ano. "Hoje, eu sinto que este prêmio não é só meu, é de todos os atletas, todos nós somos atletas do ano".

Isaquias Queiroz foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio
foto: Philip Fong/AFP

Isaquias Queiroz foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Entre os homens, o atleta do ano foi Isaquias Queiroz. O canoísta, ouro na C1 1000m velocidade em Tóquio, venceu o Prêmio Brasil Olímpico aos 27 anos e superou Hebert Conceição, pugilista, e Itália Ferreira, do surfe, na disputa.

"Esperamos chegar em Paris agora e ganhar mais uma medalha", afirmou Isaquias, em referência aos Jogos Olímpicos de Paris, na França, em 2024.

Rebeca Andrade conquistou duas medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio
foto: Jeff Pachoud/AFP

Rebeca Andrade conquistou duas medalhas nos Jogos Olímpicos de Tóquio

O Comitê Olímpico Brasileiro (COB), organizador do evento anual, também premiou um esportista por votação popular. Na categoria atleta da torcida, a ponteira da Seleção Feminina de Vôlei, Fernanda Garay, prata em Tóquio, venceu.

A edição deste ano, 22ª na totalidade, também contou com quatro homenageados no Hall da Fama do COB. São eles: Aida dos Santos, ex-saltadora, Magic Paula, ex-jogadora de basquete, Adhemar Ferreira da Silva, ex-saltador, Tetsuo Okamoto, ex-nadador, Wlamir Marques, ex-jogador de basquete, e Sebastián Cuattrin, ex-canoísta.

"É um prêmio individual, mas eu sinto que é um prêmio do basquete feminino. Só estou recebendo esta homenagem pois tive o privilégio de jogar com uma geração super vencedora, que contribuiu para tudo que aconteceu na minha vida", afirmou Paula, jogadora por 23 anos, de 1977 a 2000.



Outros atletas foram homenageados como destaques de cada modalidade. Eles foram anunciados em 11 de novembro e receberam, nesta terça, os troféus.

A homenagem, contudo, não ficou somente aos atletas que participaram das Olimpíadas de Tóquio - foram 21 medalhas (7 ouros, 6 pratas e oito bronzes, que renderam o 12° lugar). Os medalhistas nos Jogos Pan-Americanos Júnior, em Cali, na Colômbia, também foram lembrados, após o Brasil terminar em primeiro no quadro com 164 medalhas - 59 de ouro.

Vencedores em cada modalidade do Prêmio Brasil Olímpico 2021:

Atletismo - Alison dos Santos
Badminton - Ygor Coelho
Basquete 3x3 - Fabrício Veríssimo
Basquete 5 x 5 - Clarissa dos Santos
Beisebol - Thyago Vieira
Boxe - Hebert Conceição Souza e Mateus Alves (técnico)
Canoagem Slalom - Ana Sátila
Canoagem Velocidade - Isaquias Queiroz e Lauro Júnior (técnico)
Ciclismo BMX Freestyle - Eduarda Bordignon
Ciclismo BMX Racing - Renato Rezende
Ciclismo Estrada - Vinícius Rangel
Ciclismo Mountain Bike - Henrique Avancini
Ciclismo Pista - Wellyda Rodrigues
Desportos na Neve - Michel Macedo
Desportos no Gelo - Nicole Silveira
Escalada Esportiva - Felipe Ho Foganholo
Esgrima - Nathalie Moellhausen
Futebol - Richarlison e André Jardine (técnico)
Ginástica Artística - Rebeca Andrade e Francisco Porath (técnico)
Ginástica de Trampolim - Camilla Gomes
Ginástica Rítmica - Duda Arakaki
Golfe - Alexandre Rocha
Handebol - Bruna de Paula
Hipismo Adestramento - João Victor Oliva
Hipismo CCE - Carlos Parro
Hipismo Saltos - Marlon Zanotelli
Hóquei sobre Grama e Indoor - Vinicius Vaz
Judô - Mayra Aguiar
Karatê - Vinícius Figueira
Levantamento de Pesos - Jaqueline Ferreira
Maratona Aquática - Ana Marcela Cunha
Nado Artístico - Laura Miccuci e Luisa Borges
Natação - Bruno Fratus
Pentatlo Moderno - Danilo Fagundes
Polo Aquático - Ana Beatriz Mantellato
Remo - Lucas Verthein
Rugby - Isadora Cerullo
Saltos Ornamentais - Kawan Pereira
Skate - Rayssa Leal
Softbol - Mariana Pereira
Surfe - Italo Ferreira
Taekwondo - Milena Titoneli
Tênis - Luisa Stefani e Laura Pigossi
Tênis de Mesa - Hugo Calderano
Tiro com Arco - Marcus D'Almeida
Tiro Esportivo - Felipe Wu
Triatlo - Vittoria Lopes
Vela - Martine Grael e Kahena Kunze
Vôlei - Fernanda Garay
Vôlei de Praia - Duda Lisboa
Wrestling - Laís Nunes

Compartilhe