Após o 35º lugar em Tóquio, Jaqueline Mourão comemora a sétima Olimpíada

Única mulher a representar o Brasil na prova de cross-country, a atleta mineira de 45 anos é também a única brasileira a competir no Jogos de verão e inverno

27/07/2021 14:32 / atualizado em 27/07/2021 16:23
compartilhe
Jaqueline Mourão voltará para o Canadá, onde mora, para iniciar os treinos em busca da vaga para os Jogos de Inverno de Pequim, no ano que vem
foto: COB/Divulgação

Jaqueline Mourão voltará para o Canadá, onde mora, para iniciar os treinos em busca da vaga para os Jogos de Inverno de Pequim, no ano que vem

A belo-horizontina Jaqueline Mourão se tornou nesta terça-feira (27) mais uma brasileira que entra para o seleto grupo de atletas que mais disputaram uma edição de Olimpíada. A ciclista de 45 anos completou a prova de cross-country, nos Jogos Olímpicos de Tóquio e agora soma o total de sete participações na carreira (entre verão e inverno). Ela terminou na 35ª colocação.

A ciclista foi a única mulher a representar o Brasil nessa modalidade e teve pela frente uma prova duríssima em uma pista muito desafiadora. Mas encerra a sua participação em Tóquio feliz com a trajetória

Prova duríssima em uma pista muito desafiadora. Dei tudo o que eu tinha, os desafios foram tantos desde a minha volta até o dia de hoje...muitas viagens, dificuldades, lesões e contratempos. Feliz de chegar ao fim deste desafio com tantas boas memórias e vivências", disse Jaqueline Mourão.

Atleta, mãe, esposa e a única mulher brasileira a competir nos Jogos de Verão e Inverno, a rotina de Jaqueline Mourão nos últimos anos foi dividida dessa maneira, se dedicando ao máximo ao esporte e a família.

Agora terá um prazo curto para retornar para casa no Canadá e já iniciar os treinamentos, em busca da vaga para representar o país nos Jogos Olímpicos de Inverno, em Pequim, na China, no ano que vem.

Com uma trajetória cheia de conquistas e bons resultados, o que a atleta mais quer é deixar um legado ao mountain bike e inspirar novas mulheres a começarem na modalidade.

"Acredito que a minha volta ao mountain bike foi muito boa para a categoria feminino e tenho certeza que as próximas gerações irão vir muito forte!" concluiu Jaqueline Mourão.
Compartilhe