Favorito no salto com vara, Kendricks contrai COVID-19 e abandona Olimpíada

Atualização do COI não informa o nome dos atletas, mas é certo que um deles é Kendricks

29/07/2021 03:32
compartilhe
'Sam é um membro do Time EUA incrível e de sucesso e sua presença fará falta', diz comunicado do Comitê Olímpico dos EUA
foto: Oli Scarff/AFP

'Sam é um membro do Time EUA incrível e de sucesso e sua presença fará falta', diz comunicado do Comitê Olímpico dos EUA

Bicampeão mundial do salto com vara e medalhista de bronze nos Jogos do Rio em 2016, Sam Kendricks não vai disputar a Olimpíada de Tóquio. O americano testou positivo para COVID-19 e ampliou a lista de atletas impossibilitados de competir por causa da doença. O total de competidores contaminados chegou a 20 após o registro de mais três casos, conforme informou o boletim divulgado pela organização do evento nesta quinta-feira

A atualização não informa o nome dos atletas, mas é certo que um deles é Kendricks, baixa por COVID de maior renome entre os contaminados após o início dos Jogos. O Comitê Olímpico dos Estados Unidos divulgou uma nota informando a saída do atleta, que era um dos favoritos ao ouro na modalidade em que o Brasil conta com Thiago Braz, medalhista de ouro no Rio de Janeiro, em 2016.

"Estamos tristes em confirmar que Sam Kendricks testou positivo para covid-19 e não vai competir nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Em alinhamento com as regras locais e protocolos, ele foi transferido para um hotel para ser colocado em isolamento e está recebendo suporte da USATF (Federação de Atletismo dos EUA) e do USOPC (Comitê Olímpico dos EUA). Sam é um membro do Time EUA incrível e de sucesso e sua presença fará falta. Por respeito à sua privacidade, não podemos fornecer mais informações no momento", diz o comunicado.

Além dos atletas, mais 21 em pessoas envolvidas com outras atividades ligadas aos Jogos também se contaminaram. Com isso, são 24 os novos contaminados, o que eleva para 200 o total contabilizado desde o dia 1º de julho.

Entre os casos recentes, quatro pessoas que estavam hospedadas na Vila Olímpica. Ainda de acordo com o boletim divulgado nesta quinta, 17 dos casos são de pessoas residentes do Japão. As pessoas que não são atletas são membros de delegações nacionais ou trabalhadores de diferentes áreas dentro da organização.

A realização da Olimpíada vem causando muita preocupação em parte dos moradores de Tóquio, já que a cidade vive uma alta de casos. Nesta quarta-feira, foram registrados mais 3.177 contaminados, enquanto que, em todo o Japão, foram confirmados 9 570.

Compartilhe