Nadia Comaneci parabeniza Rebeca Andrade por prata: 'Você fez história'

Atleta brasileira ficou em segundo lugar no individual geral da ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Tóquio

29/07/2021 14:03 / atualizado em 29/07/2021 15:42
compartilhe
Rebeca somou 57,298 pontos nas quatro apresentações
foto: MARTIN BUREAU/ AFP

Rebeca somou 57,298 pontos nas quatro apresentações


A ex-ginasta romena Nadia Comaneci parabenizou a atleta Rebeca Andrade pela conquista da medalha de prata no individual geral na ginástica artística nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Com 57,298 pontos, a brasileira ficou atrás da norte-americana Sunisa Lee, que somou 57,433 pontos e manteve a supremacia do país na prova.
Considerada uma das maiores da história, Nadia demonstrou orgulho pela conquista de Rebeca. Nesta quinta-feira, a ex-atleta publicou uma mensagem nas redes sociais dando os parabéns a brasileira. 

"Estou muito orgulhosa de você e de sua equipe pelo trabalho árduo e pela dedicação. Você fez história", escreveu. 
 
Ainda na postagem, a romena resgatou uma foto de Rebeca no início da carreira, em ação no Nadia Comaneci Invitational - competição que reúne jovens talentos da ginástica artística. 

"Tudo começou em 2013 aqui em Oklahoma, quando Rebeca venceu como júnior o Nadia Comaneci Invitational. Estou tão orgulhosa do seu trabalho duro. Parabéns, Brasil", completou. 

Rebeca Andrade conquista prata na ginástica artística

 
Nadia Comaneci conquistou cinco medalhas de ouro olímpicas, sendo três delas em Montreal (1976) e duas em Moscou (1980). Além disso, faturou mais uma prata e um bronze no Canadá, e duas pratas na Rússia. 

Conquista brasileira


Rebeca foi a primeira a competir entre as concorrentes de rotação. Na trave, fez uma apresentação segura e arriscou movimentos que não havia tentado na classificatória. A nota 13.666 (0.100 a mais depois de uma revisão pela arbitragem) a fez cair para a segunda colocação.



Na última apresentação, ao som de Baile de Favela, funk de MC João, Rebeca foi muito aplaudida por sua atuação no solo e garantiu a medalha de prata. 

Esta foi a quinta medalha da história do Brasil na ginástica artística - a primeira de uma mulher. Antes, o país havia conquistado um ouro, duas pratas e um bronze, todos por homens. 



Compartilhe