Com 'Baile de Favela', Rebeca mira 3ª medalha em Tóquio nesta segunda

Atleta de 22 anos vai disputar a final do solo e pode igualar Isaquias Queiroz, que é o único brasileiro com três pódios numa mesma Olimpíada

01/08/2021 08:50 / atualizado em 01/08/2021 11:46
compartilhe
Rebeca vai disputar a final do solo e pode igualar Isaquias Queiroz, que é o único brasileiro com três pódios numa mesma Olimpíada
foto: LOIC VENANCE / AFP

Rebeca vai disputar a final do solo e pode igualar Isaquias Queiroz, que é o único brasileiro com três pódios numa mesma Olimpíada



Rebeca Andrade já está na história. Mas quer mais. Nos Jogos Olímpicos de Tóquio, a ginasta de 22 anos já levou o ouro no salto, a prata no individual geral e terá a chance de conquistar o terceiro pódio no solo.



Rebeca Andrade: a ginasta de ouro do Brasil



Ao som do funk "Baile de Favela", Rebeca vai ser apresentar nesta segunda-feira, em final marcada para 5h57, no Ariake Gymnastics Centre. A brasileira será a sétima das oito atletas a competir.

Com o ouro no salto neste domingo, ela se tornou a primeira brasileira a conquistar mais de uma medalha numa mesma edição dos Jogos. Agora, quer igualar o canoísta Isaquias Queiroz, único atleta nascido no Brasil com três pódios na mesma Olimpíada. Ele faturou duas pratas e um bronze no Rio de Janeiro, em 2016.

As finais desta segunda-feira ainda terão dois brasileiros em ação. Às 5h, começa a disputa nas argolas, com Arthur Zanetti em busca do terceiro pódio olímpico. Ele ganhou o ouro em Londres (2012) e a prata quatro anos depois, no Brasil. Mais tarde, às 18h51, Caio Souza disputa o salto.

Compartilhe