André Rizek: Caboclo prometeu a Bolsonaro a demissão de Tite na terça-feira

Decisão já estava tomada pelo presidente da CBF, afastado do cargo

06/06/2021 22:06
compartilhe
André Rizek informou que Rogério Caboclo se comprometeu a demitir Tite na terça-feira
foto: Reprodução/SporTV

André Rizek informou que Rogério Caboclo se comprometeu a demitir Tite na terça-feira


Afastado do cargo pela Comissão de Ética da CBF por 30 dias, o presidente Rogério Cabloco já tinha antecipado a demissão do técnico Tite ao governo federal. A informação é do jornalista e apresentador do SporTV, André Rizek. Segundo ele, o mandatário da entidade se comprometeu a trocar o comando da Seleção Brasileira na terça-feira, depois do jogo contra o Paraguai, em Assunção, pelas Eliminatórias Sul-Americanas. 

Em matéria publicada pelo GE, Rizek informou que Rogério Caboclo se comprometeu com Jair Bolsonaro e demais integrantes da cúpula do governo federal a tirar Tite do comando da Seleção. E o substituto já estava definido: Renato Gaúcho, que é apoiador do presidente da República.  

Os bastidores da Seleção estão agitados desde que a Conmebol anunciou a disputa da Copa América no Brasil. O assunto vem sendo discutido pelo grupo e também com a comissão técnica e a cúpula da CBF. Tite e os jogadores garantem que vão se posicionar sobre o assunto depois do confronto com o Paraguai. 

Depois da vitória sobre o Equador, em Porto Alegre, o volante e capitão Casemiro foi questionado sobre o assunto. O jogador do Real Madrid não falou abertamente, mas disse que o posicionamento do grupo era conhecido por todos. Ele garantiu ainda que os atletas querem se manifestar publicamente. 

Além disso, a denúncia de assédio contra Rogério Caboclo, feita por uma funcionária da CBF, deixou o ambiente ainda mais pesado. O caso, ocorrido em março deste ano, culminou no afastamento do dirigente por 30 dias, em decisão do Comitê de Ética anunciada neste domingo. 


Compartilhe