Cruzeiro: Henrique Fernandes vê precipitação de Luxa ao colocar Vitor Roque

Comentarista crê que o jovem atacante 'sentiu' a partida contra o Botafogo

13/10/2021 15:29
compartilhe
Henrique Fernandes durante transmissão do programa Seleção SporTV
foto: Reprodução / SporTV

Henrique Fernandes durante transmissão do programa Seleção SporTV


O comentarista Henrique Fernandes afirmou que o técnico Vanderlei Luxemburgo se precipitou ao colocar em campo o jovem atacante Vitor Roque, da base do Cruzeiro, no empate por 0 a 0 diante o Botafogo, disputado nessa terça-feira, no Independência, em Belo Horizonte, pela 30ª rodada da Série B. Para o jornalista, o jogador 'sentiu o jogo'.

Vitor Roque, que começou a partida no banco de reservas, fez sua estreia no profissional ao entrar no lugar do atacante Bruno José, aos 15' do segundo tempo. Aos 33', o jovem foi substituído por Keké, jogando um total de 18 minutos.

"O Luxa falou que ele sentiu a parte física. Eu acho que ele sentiu o jogo, e acho que houve uma precipitação em lançar esse menino, que é uma joia da base. (...) me pareceu bem claro que ele sentiu o jogo quando o Emerson (técnico do Botafogo) botou o Carlinhos e tirou o Jonathan Silva. O Carlinhos é um lateral mais ofensivo, e me parece mais inteiro fisicamente. O Luxa sentiu que o Vitor Roque não iria conseguir ajudar por ali. Sacou e botou o Keké no jogo. O menino saiu aplaudido pela torcida, que, aliás, aplaudiu o time depois do jogo. Isso tá sendo legal. O torcedor está entendendo o momento do Cruzeiro", afirmou Henrique Fernandes durante o programa Seleção SporTV.

Vitor Roque se tornou o segundo jogador mais novo da história a vestir a camisa da Raposa. Nascido no dia 28 de fevereiro de 2005, o atleta fez sua estreia no profissional com 16 anos e 7 meses. Pelo Cruzeiro, apenas Tostão, com 16 anos e 2 meses, atuou com menos idade.

"O Vitor Roque acabou tendo essa experiência. Vai ser uma noite memorável, mas, por outro lado, frustrante, porque nenhum jogador gosta de entrar e sair no jogo. Então, é importante que o Luxa tenha essa medida, para lançar a molecada. É importante para o Cruzeiro valorizar os jogadores. O Cruzeiro, hoje, não pode contratar e inscrever atletas. Está punido pela FIFA. Mas saber o momento certo para fazer esse lançamento", comentou Henrique Fernandes.

Antes de ser relacionado para a equipe profissional, Vitor Roque já se destacava nas categorias de base celeste. Atuando como centroavante no sub-17 da Raposa, o jogador acumula convocações para a Seleção Brasileira de juniores.

Em maio, o atacante assinou seu primeiro contrato como profissional pelo Cruzeiro. O atleta, que está no clube desde 2019, se transferiu à Toca após polêmica ainda na gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá. Anteriormente, Vitor Roque jogava pelo América.

Compartilhe