UAI

2

Árbitra ucraniana refugiada na Itália apitará na liga feminina do país

Kateryna Monzul precisou deixar a Ucrânia depois da invasão da Rússia em seu país

17/03/2022 13:00 / atualizado em 17/03/2022 13:15
compartilhe
Kateryna Monzul é uma das principais árbitras do futebol europeu
foto: Lionel BONAVENTURE / AFP - 9/10/2021

Kateryna Monzul é uma das principais árbitras do futebol europeu

A árbitra ucraniana Kateryna Monzul, que precisou deixar seu país natal em função da invasão russa, vai prosseguir a carreira no futebol italiano.

A estreia da experiente juíza, que já apitou jogos de competições europeias masculinas e femininas, será no domingo (20). A ucraniana guiará o duelo entre Internazionale de Milão e Sampdoria, pela Série A feminina.

"A família do futebol europeu tem um grande coração e o italiano está na linha de frente para ajudar a população ucraniana", disse o presidente da Federação Italiana de Futebol (Figc), Gabriele Gravina.

O líder da entidade explicou que Monzul exercerá a função com uma "isenção especial" concedida pela Associação Italiana de Árbitros (AIA) e não descartou a possibilidade da ucraniana entrar definitivamente no quadro de juízas do futebol local.

"Para a Ucrânia é extremamente importante que seu futebol possa progredir mesmo em circunstâncias dramáticas. Kateryna é uma árbitra excepcional que merece plenamente esta oportunidade", concluiu Gravina.

Ao lado da francesa Stéphanie Frappart, Monzul é considerada uma das melhores árbitras do futebol europeu. A ucraniana já teve a experiência de dirigir partidas válidas pela Liga Europa.

Faltando apenas cinco rodadas para o fim, o Campeonato Italiano feminino é liderado pela Juventus, mas Roma e Sassuolo sonham em ultrapassar a Velha Senhora na reta final do torneio.
   

Compartilhe