UAI

2

América peca no ataque, perde para o Corinthians e segue zerado na Série A

Coelho esbarra na marcação do Timão e sofre segunda derrota seguida

06/06/2021 17:49 / atualizado em 06/06/2021 18:28
compartilhe
Fábio Santos comemora o gol em cobrança de pênalti: Corinthians alivia crise e joga pressão para o América
foto: Gladyston Rodrigues/EM/DAPress

Fábio Santos comemora o gol em cobrança de pênalti: Corinthians alivia crise e joga pressão para o América


O América apostava na volta ao Independência para buscar a primeira vitória na Série A do Brasileiro. Entretanto, o Coelho pecou pela fraca atuação dos atacantes e perdeu para o Corinthians, por 1 a 0, neste domingo. O lateral-esquerdo Fábio Santos, em cobrança de pênalti ainda no primeiro tempo, garantiu o triunfo dos paulistas, que amenizaram o clima ruim provocado pelos maus resultados anteriores. 



O América, que na estreia perdera para o Ahtletico por 1 a 0, fora de casa, permaneceu 'zerado' na classificação, com a segunda derrota consecutiva. O Corinthians, batido duas vezes seguidas pelo Atlético-GO, uma pela Copa do Brasil, se recuperou como visitante e ganhou alívio em um momento de muita cobrança sobre diretoria, comissão técnica e jogadores. 

O América vira a chave para a Copa do Brasil. E o técnico Lisca terá que ajustar a produção ofensiva, que novamente deixou a desejar, já que o Coelho vai encarar o jogo da volta contra o Criciúma, quarta-feira, dia 9, às 21h30, no Estádio Heriberto Hulse. Para avançar às oitavas definal, os mineiros precisam do triunfo, já que empataram sem gols no primeiro confronto, em casa. Um novo 0 a 0 levará a decisão para os pênaltis. Pela Série A, os mineiros visitarão ao Flamengo, no próximo domingo (13), no Maracanã.

O Corinthians também terá um desafio a superar na Copa do Brasil. Batido pelo Atlético-GO em casa, por 2 a 0, terá que dar o troco com ampla vantagem, em Goiânia, também na próxima quarta-feira (9), às 21h30, para avançar às oitavas de final. 

América x Corinthians: fotos do duelo pelo Brasileiro



O JOGO



O América começou bem, pressionando o Corinthians e dificultando a saída de bola. O Coelho teve mais posse, mas não conseguia criar chances. O Timão foi mais incisivo e obrigou Matheus Cavichioli a trabalhar duas vezes, em chutes de Fagner e Gustavo Mosquito, ambos em estocadas rápidas pela direita. Do outro lado, Cássio foi acionado só em cruzamentos e em intervenções com os pés.

Aos 28min, depois que Gustavo Mosquito caiu na área e a arbitragem mandou o lance prosseguir, ele foi novamente derrubado, dessa vez por Marlon, e o pênalti foi corretamente marcado. Na cobrança, Fábio Santos mostrou a conhecida eficiência e deslocou Matheus Cavichioli: 1 a 0 para o Corinthians. 

O América não se abalou e seguiu com o domínio territorial. Mas a falta de contundência ofensiva persistiu. O Coelho chegou pouco à meta de Cássio. Ademir cobrou falta e a bola subiu. Outro problema dos donos da casa foi a pouca mobilidade. Os atacantes não encontraram espaços para fugir da marcação adversária. No último lance, Ademir escapou pela direita, mas o cruzamento facilitou o corte. Melhor para o Timão no primeiro tempo.

O América manteve a postura e ocupou o campo de defesa do Corinthians na etapa final. Mas a dificuldade para superar a marcação do Timão persistia. O Coelho não conseguia penetrar e arriscou os chutes, todos sem perigo para Cássio. Lisca mexeu no time, trocou os laterais e ainda pôs o forte Ribamar. Os visitantes seguiam rígidos na proposta de fechar os espaços e valorizar a posse de bola. 

Mesmo jogando desde o início, Ademir, que seria peça importante para o América furar o bloqueio, não esteve em tarde feliz. Não conseguiu se desvencilhar da marcação e ainda errou muitos passes. Alê, outro que é fundamental para o setor de criação, também se mostrou tímido. Lisca esgotou as opções de banco, trocando Zé Ricardo e Rodofo, respectivamente, por Gustavo e Bruno Nazário. 

O América se lançou à frente, mas os atacantes estavam muito espaçados. A falta de coordenação nos lances deixou o Corinthians ainda mais confortável em campo, já que o principal era segurar a vantagem e ainda 'beliscar' um gol nos contragolpes. Nas poucas vezes em que acertou o alvo, Alê chutou para defesa firme de Cássio. Aos 36min, Ribamar invadiu a área e emendou para as redes, mas a arbitragem, acertamente, assinalou impedimento. O robusto centroavante teve outra chance, só que esbarrou no goleiro, assim como Alê, em cabeçada. Não era tarde de Coelho no Horto.

AMÉRICA 0 x 1 CORINTHIANS


AMÉRICA
Matheus Cavichioli, Diego Ferreira (Eduardo), Anderson, Bauermann e Marlon (Alan Ruschel); Zé Ricardo (Gustavo), Juninho, Alê; Ademir, Felipe Azevedo (Ribamar) e Rodolfo (Bruno Nazário)
Técnico: Lisca

CORINTHIANS
Cássio, Fagner, Gil, João Victor e Fábio Santos; Roni (Ramiro), Gabriel, Cantillo (Camacho); Araos (Lucas Piton), Luan (Leo Natel) e Gustavo Mosquito 
Técnico: Sylvinho

Motivo: segunda rodada do Campeonato Brasileiro
Data: 6 de julho de 2021 
Local: Independência
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
GOL: Fábio Santos (pênalti), aos 28min do 1ºT
Cartões amarelos: Lisca, Eduardo Bauermann (América); Araos, Gabriel, Camacho (Corinthians)

Compartilhe