Azevedo orienta o América para superar má fase: 'Ficar quieto e trabalhar'

Atacante afirmou que esperava dificuldades por troca no comando técnico e garantiu que elenco vê 'alerta ligado' por risco de rebaixamento

21/07/2021 06:00
compartilhe
Felipe Azevedo confia no trabalho para recuperação do América no Brasileirão
foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press

Felipe Azevedo confia no trabalho para recuperação do América no Brasileirão


O atacante Felipe Azevedo, do América, deu uma 'receita' para que a equipe supere a má fase que enfrenta no Brasileirão. Após três derrotas consecutivas, o Coelho se vê de volta à zona de rebaixamento da competição - no 17° lugar, com apenas nove pontos. 'Ficar quieto e trabalhar': é o que orienta Azevedo aos companheiros.

Em entrevista coletiva concedida nesta terça-feira (20), o experiente atacante de 34 anos buscou manter um tom otimista. Ele acredita na força do trabalho para que a equipe supere o mau momento.

"Manter a cabeça boa. Trabalhar. Eu acho que o momento é de ficar quieto, de silenciar e somente trabalhar. Todo dia, se dedicar para que a gente possa voltar a vencer e pontuar", orientou.

Em seguida, Azevedo garantiu que já projetava dificuldades para o América no Brasileirão. Em sua avaliação, a troca no comando técnico foi um fator que trouxe desafios ao elenco neste início de campeonato.

"Eu sabia da dificuldade que ia ser esse ano, ainda mais com a troca de trabalho, de filosofia. (...) Eu tento passar calma para a equipe, mas, ao mesmo tempo, alertar, porque o Campeonato Brasileiro é muito rápido. Na hora que a gente menos imagina, já acabou o primeiro turno. Depois, o segundo fica mais difícil, mais acirrado", avaliou.
 

Contratações do América para a temporada 2021

 
 
Por fim, o atleta foi enfático: 'A gente tem que acender o sinal de alerta'. Na visão de Azevedo, a equipe precisa mudar de atitude para somar 45 pontos - marca estimada para se livrar do rebaixamento à Série B - o mais rápido possível.

"A gente tem que acender o sinal de alerta, algo que a gente já vem conversando. Mudar a atitude, de alguma forma. Independente de quem jogue, que a gente consiga as vitórias, consiga somar os pontos, para que a gente chegue primeiramente nesses 45 pontos", completou.

O próximo desafio do América será diante do Grêmio, às 17h do sábado (24), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O duelo, válido pela 13ª rodada da Série A, marca novo confronto direto, já que a equipe gaúcha ocupa a 18ª posição e também briga contra o descenso.

Compartilhe