Lateral-direito Eduardo, do América, revela que está com tumor ósseo

Jogador não atua desde 19 de julho, quando América perdeu para o Sport

22/09/2021 19:40 / atualizado em 22/09/2021 20:22
compartilhe
Eduardo disputou 11 partidas pelo Coelho na temporada 2021
foto: Estevão Germano/América

Eduardo disputou 11 partidas pelo Coelho na temporada 2021


O lateral-direito Eduardo , do América , revelou que está novamente com um tumor ósseo , problema que sofreu quando defendia a Chapecoense, em 2019. O anúncio foi feito pelo jogador em seu perfil no Instagram . Na mensagem, ele tratou o processo como “mais uma luta difícil na vida” e se apegou à fé em Deus para se livrar da enfermidade.

“Após dois meses de espera, infelizmente as notícias não são boas. Mais uma vez terei que travar mais uma luta muito difícil em minha vida. Em 2019 fui diagnosticado com um tumor ósseo! E nos últimos dias fiz uma biópsia e infelizmente tive a notícia que o tumor voltou e terei que me manter forte e firme, pois passar por tudo isso novamente não vai ser fácil. Mas vou conseguir, com muita fé no eterno Elohim e muita dedicação voltarei mais forte do que nunca!”.

Eduardo não atua desde 19 de julho de 2021, quando foi substituído por Diego Ferreira no intervalo da partida contra o Sport, no Independência, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele deixou a partida em decorrência de uma pancada na tíbia. O time rubro-negro marcou o gol da vitória aos 41 minutos do segundo tempo com o atacante Paulinho Moccelin.

Em maio de 2019, Eduardo precisou passar por cirurgia para a retirada de um osteoma osteoide na canela esquerda. O procedimento foi feito por meio de radiofrequência, sem a necessidade de abertura para a retirada de osso. Na ocasião, o jogador se assustou com a notícia, porém o médico lhe tranquilizou ao afirmar que se tratava de um caso simples.

Conforme artigo da Revista Brasileira de Ortopedia , o osteoma osteoide é “um tumor ósseo primário benigno que acomete mais o sexo masculino na segunda e terceira décadas da vida”. O tratamento cirúrgico é indicado em razão da intensidade da dor e da intolerância do paciente ao uso prolongado de anti-inflamatórios não hormonais.

Sem Eduardo, o técnico Vagner Mancini utilizou Diego Ferreira no empate por 1 a 1 com o Grêmio, em Porto Alegre, no dia 24 de julho, pela 13ª rodada. Depois, optou pela entrada de Patric, que havia sido contratado ao Sport. O lateral de 32 anos disputou sete jogos seguidos no Brasileirão e assumiu de vez a titularidade. O Coelho, por sua vez, colecionou bons resultados desde então: três vitórias, três empates e apenas uma derrota.

Compartilhe