América perde para o Internacional e vê invencibilidade cair na Série A

Coelho estava há oito jogos sem perder no Brasileirão; time volta do Sul com um ponto na bagagem, após empate com Juventude e derrota para o Colorado

13/10/2021 23:23 / atualizado em 14/10/2021 01:21
compartilhe
Com gols de Patrick e Yuri Alberto, Internacional superou o América por 3 a 1 no Beira-Rio
foto: Divulgação/Internacional

Com gols de Patrick e Yuri Alberto, Internacional superou o América por 3 a 1 no Beira-Rio


Em noite de pouca inspiração ofensiva, mas muita transpiração, o América perdeu por 3 a 1 para o Internacional no Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (13). Com a queda de uma invencibilidade de oito jogos, o Coelho perdeu uma posição e caiu para a 11ª colocação da Série A do Campeonato Brasileiro, com 31 pontos. Ademir foi o autor do tento americano no Sul do país, enquanto Patrick (2x) e Yuri Alberto marcaram os gols da vitória colorada.



Foram oito jogos sem derrotas. O América não perdia uma partida desde o dia 23 de agosto, quando foi superado pelo RB Bragantino por 2 a 0 em casa. De lá para cá, haviam sido quatro vitórias e quatro empates no Brasileirão - em arrancada que distanciou a equipe da zona de rebaixamento. A derrota para o Inter, no entanto, 'freou' a ascensão do time mineiro.

O próximo compromisso do Coelho na Série A será diante de um concorrente direto na luta pela permanência na elite nacional. No sábado (16), às 21h, o time mineiro receberá o Bahia (17°, com 27 pontos) na Arena Independência, em Belo Horizonte. O embate será válido pela 27ª rodada.

O JOGO


Como era de se esperar pelas características das equipes, o duelo teve um início bastante movimentado no Beira-Rio. As duas equipes brigavam constantemente pelo controle do jogo, com propostas de marcação agressivas, e alternavam no domínio da posse de bola.

Aos 13min, o gol que abriu o placar: Patric recebeu lindo passe de Rodrigo Dourado e, entre os defensores do América, acertou belíssimo voleio no ângulo, sem chances para Matheus Cavichioli. Falha do sistema defensivo americano, que permitiu com que o atleta do Internacional recebesse livre, em excelentes condições para finalizar.

A resposta, no entanto, foi imediata: aos 15min, após cruzamento e 'bate-rebate' na grande área, a bola sobrou para Ademir. De esquerda, o atacante finalizou no canto do goleiro Daniel. Empate 'relâmpago' do Coelho no Beira-Rio.

Aos 22min, Fabrício Daniel fez grande jogada. Ele aplicou dois dribles na defesa colorada e saiu cara a cara com Daniel. O goleiro, no entanto, fechou ângulo do atleta e defendeu a finalização do atacante alviverde.

Com o decorrer do confronto, o Coelho obtinha maior sucesso dentro de sua proposta. Sem a bola, a equipe mineira fechava muito bem as linhas de passe no meio-campo e dificultava os avanços do Inter. Quando detinha a posse, subia com perigo - aproveitando as ótimas movimentações de Fabrício Daniel pelo meio e a incisividade de Ademir pela direita.

A reta final da primeira etapa não teve grandes emoções, mas seguiu com ritmo intenso dos dois times e muitas disputas físicas. Colorado e Coelho chegavam duro na marcação e cometiam muitas faltas. O time de Vagner Mancini, apesar disso, tinha dificuldades para engatar bons contra-ataques e não produziu boas oportunidades.

Internacional 3 x 1 América: fotos do jogo no Beira-Rio



SEGUNDO TEMPO


O início da segunda etapa seguiu a tônica do primeiro tempo - com bastante equilíbrio. O Inter detinha, na maior parte do tempo, a posse de bola, mas encontrava a intensa e organizada marcação do América no meio-campo.

O Coelho, no entanto, tinha muitas dificuldades para contra-atacar a equipe gaúcha. O time mineiro se via 'encaixotado' pela iniciativa colorada, que promovia domínio da partida e ocupação do campo americano.

Aos 18min, o castigo: após cruzamento na área, Cavichioli saiu mal e Patrick venceu disputa aérea. O atleta do Inter marcou seu segundo gol na partida e desempatou o placar. Logo após o gol, o técnico Vagner Mancini promoveu as entradas de Rodolfo e Ribamar nas vagas de Felipe Azevedo e Fabrício Daniel, respectivamente.

O cenário foi pouco alterado com as substituições. O Coelho seguia com pouquíssimas alternativas para ameaçar o Colorado. Por isso, aos 31min, Mancini promoveu outras duas mudanças: Diego Ferreira e Bruno Nazário entraram nas vagas de Patric e Juninho Valoura.

Já aos 39min, Marcelo Toscano entrou na vaga de Lucas Kal. Na reta final do confronto, o América tentou estabelecer domínio da posse para buscar o gol de empate. Ainda assim, tinha muitos problemas de criação e sequer incomodava a meta adversária.
 
Aos 45min, Caio Vidal foi acionado com liberdade na cara do gol. Ele finalizou, Cavichioli defendeu e a bola explodiu no travessão. Na sobra, Yuri Alberto completou para as redes e 'fechou a conta' no Beira-Rio. 

INTERNACIONAL 3x1 AMÉRICA


Internacional
 
Daniel; Saravia, Gabriel Mercado, Cuesta e Moisés (Cadorini); Rodrigo Dourado, Rodrigo Lindoso (Johnny) e Taison (Zé Gabriel); Patrick (Paulo Victor), Maurício e Yuri Alberto.
Técnico : Diego Aguirre
 
América
 
Matheus Cavichioli; Patric (Diego Ferreira), Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon; Lucas Kal (Marcelo Toscano), Juninho e Juninho Valoura (Bruno Nazário); Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo) e Fabrício Daniel (Ribamar).
Técnico : Vagner Mancini
 
Motivo : 26ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data : quarta-feira, 13 de outubro de 2021
Local : Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Árbitro : Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes : Jean Marcio dos Santos e Lorival Candido das Flores (RN)
VAR : Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)
Gols : Patrick (2x), Yuri Alberto (Internacional); Ademir (América)
Cartões amarelos : Felipe Azevedo, Ribamar (América)

Compartilhe