UAI


Na estreia de técnico, América bate Santos e reencontra vitória na Série A

Com Marquinhos Santos no comando, Coelho fez a festa no aniversário de Pelé

23/10/2021 18:50 / atualizado em 23/10/2021 20:06
compartilhe
Na estreia do técnico Marquinhos Santos, América fez a festa na Vila Belmiro em dia de Pelé
foto: América/Divulgação

Na estreia do técnico Marquinhos Santos, América fez a festa na Vila Belmiro em dia de Pelé


Na estreia do técnico Marquinhos Santos, o América conquistou um grande resultado e reencontrou a vitória no Campeonato Brasileiro. O Coelho bateu o Santos com autoridade, por 2 a 0, neste sábado, na Vila Belmiro, e somou três pontos preciosos fora de casa. Ademir, de pênalti, na etapa inicial, e Alê, no segundo tempo, fizeram os gols. 

Depois de dois empates e uma derrota, o América não só reencontrou o triunfo, como também subiu na classificação da Série A. O Coelho chegou a 35 pontos, alcançou momentaneamente o nono lugar e ganhou fôlego para alcançar o primeiro objetivo, que é se manter na elite. O Santos, por outro lado, voltou a ficar em situação delicada, já que, com 29 pontos, pode fechar a rodada na zona de rebaixamento. 

O América volta a campo para encarar o Fortaleza, no próximo sábado (30), às 21h, no Independência, em busca de sequência positiva na reta final do Brasileiro. O Santos jogará na quarta-feira, 27, quando receberá o Fluminense, às 19h, na Vila Belmiro, em confronto atrasado válido pela 23ª rodada.  Em seguida, o Peixe visitará o Athletico, sábado (30), às 17h, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Santos x América: veja as fotos do jogo



O JOGO


Empolgado com o aniversário de 81 anos do maior ídolo, o Rei Pelé, o Santos, empurrado pela torcida, foi para cima no começo. Na primeira chegada, Marinho cruzou da direita e Lucas Braga testou para fora. Mas a melhor chance foi do Coelho, em vacilo do goleiro João Paulo, que saiu errado e depois salvou em conclusão de Juninho, na área. O lance animou o América, que permaneceu ativo no campo ofensivo e pressionou o Peixe na defesa. 

Pela direita, o atacante Ademir deu muito trabalho a Pará e criou bons lances. Em 15min, o América era dono das ações e parecia que estava em casa, no Independência. A torcida, que estava preocupada com a pressão dos mineiros, se inflamou em chute perigoso de Marinho, na tentativa de reanimar o time, que passou a segurar mais a bola no ataque.

Os chutes de Marinho eram arma importante para os anfitriões. Em um deles, aos 29, a bola desviou na zaga e Matheus Cavichioli se esticou para mandar a escanteio. O América perdeu intensidade e o Peixe cresceu, mas errou muito no momento de buscar os passes para penetrações na área. No último lance da primeira etapa, Cavichioli fez ótimo lançamento, Ademir entrou em velocidade e foi agarrado por Jean Mota, que acabara de entrar na vaga de Camacho, lesionado. O arbitro marcou pênalti e expulsou o jogador alvinegro. Na cobrança, aos 48min, Ademir mandou para as redes: 1 a 0. 

GOL E TRANQUILIDADE

O segundo tempo não poderia ter começado melhor para o América. Além da vantagem numérica, o Coelho marcou logo no início, aos 2min. O goleiro João Paulo saiu mal duas vezes, e Alê aproveitou a sobra: 2 a 0. O Santos sentiu o golpe, enquanto o time mineiro buscou 'matar' a partida. 

Com posse de bola acima dos 60%, o América estava à vontade e explorou o desespero do Santos. Marquinhos Santos ainda promoveu o retorno do atacante Zárate, que se recuperou de lesão, foi relacionado após três partidas fora e entrou na vaga de Felipe Azevedo. O argentino concluiu uma vez ao gol e assustou João Paulo. O Peixe insistiu nos arrremates de fora da área, mas Cavichioli mostrou segurança quando precisou intervir. Foi tarde de Coelho no aniversário do Rei Pelé.  

SANTOS 0 x 2 AMÉRICA


SANTOS
João Paulo; Pará (Madson), Danilo Boza, Emiliano Velázquez e Felipe Jonatan; Camacho (Jean Mota), Vinicius Zanocelo (Moraes) e Carlos Sánchez (Marcos Guilherme); Marinho, Lucas Braga e Diego Tardelli (Ângelo)
Técnico: Fábio Carille

AMÉRICA
Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon (João Paulo); Lucas Kal (Zé Ricardo), Juninho (Juninho Valoura) e Alê; Ademir, Felipe Azevedo (Zárate) e Rodolfo (Geovane)
Técnico: Marquinhos Santos

Motivo: 28ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data: sábado, 23 de outubro
Local: Vila Belmiro, em Santos
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (RJ) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (RJ)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
GOLS: Ademir (pênalti), aos 48min do 1ºT; Alê, 2min do 2ºT 
Cartões amarelos: Juninho, Marlon (AME); Camacho (SAN) 
Cartão vermelho: Jean Mota (SAN)

Compartilhe