UAI

2

América empata com Bragantino e perde chance de colar no G8 do Brasileiro

Coelho sai na frente, cede igualdade ao Massa Bruta fora de casa e se mantém na briga por vaga na Copa Libertadores e na Sul-Americana

27/11/2021 21:31 / atualizado em 27/11/2021 22:12
compartilhe
Ademir se movimentou e criou boas jogadas ofensivas, mas o América levou empate fora de casa
foto: Estevão Germano/América

Ademir se movimentou e criou boas jogadas ofensivas, mas o América levou empate fora de casa


O América saiu na frente, mas levou empate do Red Bull Bragantino, na noite deste sábado, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Com a igualdade em 1 a 1, o Coelho seguiu vivo na briga por vaga na Sul-Americana e Libertadores, embora tenha deixado escapar a chance de entrar no G8, de forma provisória. Eduardo Bauerrmann abriu o placar para os mineiros, enquanto Artur marcou para o Massa Bruta. 

O América chegou aos 46 pontos e ficou mais tranquilo para assegurar presença na elite. Entretanto, o empate manteve o Coelho em 10º lugar, ainda fora do G8, entre os que brigam por vaga na Libertadores do próximo ano. O Red Bull Bragantino foi a 53 pontos e ganhou uma posição, a do Fortaleza, que só joga em 3 de dezembro, quando receberá o Juventude, e subiu para quinto. 

Apesar do ponto somado como visitante, o América tinha um objetivo maior no interior paulista: reencontrar o caminho da vitória e ficar bem perto do G8. O resultado de 1 a 1 elevou para três jogos a sequência do Coelho sem triunfos no Brasileiro. O time mineiro vinha de empate (0 a 0) com o Atlético-GO, em casa, e derrota para o Fluminense (2 a 0), no Maracanã. 

O América terá a chance de voltar a ganhar no reencontro com a torcida. Na próxima terça-feira, 30, o Coelho enfrentará a Chapecoense, já rebaixada, às 21h, no Independência. A partida é válida ainda pela 35ª rodada. Em seguida, pegará o Ceará, no Castelão, em confronto direto pelo G8, domingo (5), às 19h. No mesmo dia, o Red Bull Bragantino virá ao Mineirão encarar o Atlético, que poderá até já ter o título do Brasileirão assegurado, às 16h.

Bragantino x América: veja as fotos da partida



O JOGO


Enquanto o time da casa começou em ritmo lento, o América adiantou a marcação para recuperar a bola ainda no campo do adversário. A estratégia deu certo, e o Coelho foi melhor no início e obrigou o goleiro Cleiton a trabalhar, mesmo sem levar perigo. O Bragantino equilibrou as ações a partir dos 20, mas só conseguiu a primeira finalização aos 23, com Cuello, sem direção. 

Com dificuldade para penetração e construção de jogadas, o Massa Bruta abusou dos lançamentos, o que resultou em muitos erros. Já o América também não tinha muita inspiração na criação, o que motivou alguns arremates, como os de Lucas Kal e Zárate, ambos para fora. Faltou ao Coelho aproximação entre os atacantes e os meias. Ademir ficou muito isolado pela direita, enquanto Zárate foi pouco participativo. 

"O Bragantino é um time bem armado. Conseguimos ter mais posse de bola, conseguimos ser mais agressivos. Foi um jogo mais amarrado. Jogo decisivo para as duas equipes. Vai ser decidido nos detalhes", analisou o armador Alê, comentando sobre a postura das equipes em campo.

O segundo tempo começou com mais intensidade das equipes. E o América abriu o placar no momento em que o time da casa buscava mais o ataque. Aos 4min, Ademir cobrou escanteio da direita e Eduardo Bauermann testou firme. A bola tocou no travessão antes de entrar: 1 a 0 . Logo depois do gol, Ademir arrancou em sua jogada característica, limpou o lance e chutou por cima. 

O Bragantino, que continuava pecando nos passes, insisitiu nos arremates e conseguiu o empate com o seu principal jogador, Artur. Aos 18min, ele limpou pelo meio e acertou o cantinho esquerdo de Matheus Cavichioli: 1 a 1 . O América mexeu, com Zárate, apagado, deixando o campo para entrada de Fabrício Daniel. Do lado paulista, Alerrando, ex-Atlético, entrou na vaga de Praxedes. Era sinal de que o Massa Bruta investiria tudo na virada. 

O técnico Marquinhos Santos também alterou o América, apostando em um homem mais de área, Rodolfo. No meio-campo, Juninho Valoura ocupou a vaga de Alê. Ademir desperdiçou ótima chance, mas tocou para fora após lançamento de Marlon. O Red Bull Bragantino ficou mais tempo com a posse de bola no ataque, sem no entanto superar a marcação. O Coelho perdeu um pouco o ritmo, e o empate prevaleceu. 

RB BRAGANTINO 1 x 1 AMÉRICA


RB BRAGANTINO
Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Luan Cândido; Jadsom, Cuello (Emi Martínez) e Praxedes (Alerrandro); Artur, Helinho (Gabriel Novaes) e Ytalo
Técnico: Maurício Barbieri

AMÉRICA
Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Marlon; Lucas Kal, Alê (Juninho Valoura) e Juninho; Ademir, Felipe Azevedo (Rodolfo) e Zárate (Fabrício Daniel)
Técnico: Marquinhos Santos

Motivo: 36ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
Data: sábado, 27 de novembro 
Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Árbitro: Anderson Daronco (RS) 
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Michael Stanislau (RS)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
GOLS: Eduardo Bauermann, aos 4, Artur, aos 18min do 2ºT
Cartões amarelos: Zárate, Lucas Kal (AME); Praxedes, Léo Ortiz, Fabrício Bruno, Ytalo (BRA)
Público: 2.673 torcedores
Renda: R$ 62.575

Compartilhe