UAI

2

Tragédia da Chape completa cinco anos; Ruschel é abraçado em gol do América

Em vitória do Coelho sobre o time catarinense, lateral-esquerdo, sobrevivente de acidente aéreo, foi festejado pelos companheiros

30/11/2021 23:13 / atualizado em 01/12/2021 00:28
compartilhe
Alan Ruschel foi um dos sobreviventes do trágico acidente que vitimou 71 pessoas durante a viagem da delegação da Chapecoense para o duelo com o Atlético Nacional-COL, pela final da Copa Sul-Americana, em 2016
foto: Juarez Rodrigues/EM/D. A Press

Alan Ruschel foi um dos sobreviventes do trágico acidente que vitimou 71 pessoas durante a viagem da delegação da Chapecoense para o duelo com o Atlético Nacional-COL, pela final da Copa Sul-Americana, em 2016



Alan Ruschel, lateral-esquerdo do América, é dono de uma forte história de sobrevivência. Em 29 de novembro de 2016, o avião que transportava a delegação da Chapecoense, seu ex-clube, caiu em Santa Cruz de La Sierra, na Colômbia, e vitimou 71 pessoas - jogadores, jornalistas e membros da diretoria e comissão técnica do clube catarinense. Nesta segunda-feira (29), a tragédia completou cinco anos. Já nesta terça-feira (30), na vitória americana por 3 a 0 sobre a própria Chapecoense, no Independência, em Belo Horizonte, Ruschel foi bastante festejado pelos companheiros.
 

Emprestado pelo Cruzeiro ao América, Ruschel ainda não conseguiu repetir em Minas Gerais o sucesso que teve defendendo as cores da Chapecoense. Pelo clube catarinense, o lateral-esquerdo foi campeão da Copa Sul-Americana em 2016 e da Série B do Campeonato Brasileiro em 2020.

No América, Ruschel é reserva de Marlon, que foi contratado em definitivo pelo América junto ao Sampaio Corrêa nesta terça-feira. Com a camisa do Coelho, o lateral atuou em 19 partidas na temporada, sem marcar gols ou oferecer assistências.

América 3 x 0 Chapecoense: fotos do jogo no Independência



Compartilhe