UAI

2

América busca o título do Mineiro 2022 para começar bem temporada histórica

Seis anos após última conquista estadual, Coelho almeja a taça para dar confiança aos jogadores na disputa inédita da Copa Libertadores

21/01/2022 05:00 / atualizado em 21/01/2022 14:12
compartilhe
Marquinhos Santos busca seu quarto título estadual na carreira
foto: Mourão Panda/América

Marquinhos Santos busca seu quarto título estadual na carreira

Depois de fazer história na Série A do Brasileiro de 2021 ao conquistar, pela primeira vez, a permanência na elite e vaga para a Copa Libertadores, o América inicia a temporada 2022 com as atenções voltadas para o Campeonato Mineiro. Vice-campeão da edição passada, o Coelho vislumbra seu 17º título do Estadual. Para isso, o clube foi ao mercado buscar jogadores que se destacaram em seus clubes no ano passado. 
 
Em entrevista ao Superesportes, o presidente Alencar da Silveira Júnior afirmou que o foco do América é o título, já que a conquista servirá para motivar os jogadores nas demais competições. Ele diz que a perda da taça para o Atlético, após os dois empates por 0 a 0 na decisão na edição passada, ainda está ‘engasgada’. 
 
“A meta do América neste ano no Mineiro é buscar o resultado. No ano passado, tivemos uma decisão que ficou engasgada um pouquinho. O torcedor americano não ficou satisfeito e nem nós. Então, neste ano voltamos para fazer um campeonato bom. O Estadual tem um valor muito grande para a arrancada de cada clube na temporada, e o América sempre o levou com muita seriedade: somos decacampeões”, destacou. 

“Temos duas competições no meio do Mineiro, sendo uma delas a pré-Libertadores, mas, sem dúvida, vamos respeitar o Mineiro sabendo da importância que ele tem para os clubes do interior e seus torcedores. Vamos entrar para sermos campeões, quero ser campeão neste ano. Além disso, vamos preparar nosso time para as demais competições da temporada”, completou Alencar.
 

Veja quem são os técnicos dos clubes para o Campeonato Mineiro


Sob o comando do técnico Marquinhos Santos desde outubro de 2021, o Coelho vem respaldado pelo excelente desempenho na temporada passada. Com sua melhor classificação no Brasileiro (oitavo, com 53 pontos) e classificado para sua primeira competição internacional, o América é um dos favoritos ao título mineiro. 
 
A competição também traz um estímulo a mais para Marquinhos: o Mineiro pode se tornar a quarta conquista estadual do treinador de 42 anos. Ele faturou o Campeonato Paranaense com o Coritiba (2013), o Baiano com o Bahia (2014) e o Cearense com o Fortaleza (2016). Além disso, venceu uma Copa Verde com o Paysandu. 
 

A campanha de 2021

 
Ainda com o técnico Lisca à beira do gramado, o América teve um bom desempenho na primeira fase do Estadual de 2021. Com sete vitórias, um empate e três derrotas, o time se classificou na segunda colocação, com 22  pontos, atrás apenas do líder Atlético, com 27. Também teve o segundo melhor ataque e a terceira melhor defesa (17 gols marcados e nove sofridos). 
 

Veja as principais contratações dos clubes para o Mineiro 2022

 
Nas semifinais, o Coelho bateu o Cruzeiro duas vezes. No jogo de ida, no Mineirão, Rafael Sobis abriu o placar para a Raposa no primeiro tempo, mas a dupla Alê e Ademir comandou a reação americana (2 a 1). Na partida de volta, no Independência, novo triunfo, dessa vez por 3 a 1. Rodolfo (duas vezes) e Ramon fizeram os gols do América, e Matheus Barbosa o do time celeste. 
 
Na final, América e Atlético empataram por 0 a 0 nos dois encontros. Se o primeiro duelo não teve grandes emoções, no segundo sobrou. O atacante Rodolfo desperdiçou uma penalidade e Eduardo Bauermann reclamou muito de um possível pênalti já nos acréscimos do segundo tempo – o zagueiro teria sido empurrado por Igor Rabello dentro da área. Vale lembrar que uma vitória simples teria dado ao América o título. 
 

Ano mágico

 
O ano de 2021 está, definitivamente, marcado na história do América, com a primeira permanência na Série A do Brasileiro e a vaga na Libertadores. A boa participação na elite nacional rendeu premiação multimilionária de R$ 21,4 milhões ao clube. 
 
O Coelho chegou a ser o vice-lanterna do Brasileiro em 2021. No entanto, com uma excelente campanha no returno (a terceira melhor), deu a volta por cima e conquistou vaga no torneio continental. 
 
O time comandado por Marquinhos Santos teve o terceiro melhor aproveitamento do segundo turno do Brasileiro, com 33 pontos - atrás apenas do campeão Atlético (42) e do vice-líder Flamengo (35).
 
Na segunda metade da Série A, foram nove vitórias, sete empates e apenas três derrotas. Em parte desta campanha, a equipe era comandada por Vagner Mancini, hoje no Grêmio.
 

Preparação 

 
O clube alviverde iniciou sua pré-temporada em 27 de dezembro, com atletas das categorias de base e jogadores que tiveram menos oportunidades na Série A. Em 10 de janeiro deste ano, o grupo principal se reapresentou no CT Lanna Drumond e deu continuidade aos trabalhos de preparação física. Nenhum amistoso foi disputado até o momento. 
 
O Coelho vai estrear no Mineiro diante da Caldense, às 21h de terça-feira (25). A partida será disputada no Ronaldão, em Poços de Caldas. 
 

Contratações e mudanças

 
O América segue avaliando contratações para a temporada'2021. Nove reforços foram anunciados: o goleiro Jaílson; os zagueiros Éder, Gérman Conti, Iago Maidana e Gabriel Gomes; o lateral-direito Raúl Cáceres; o meia Índio Ramírez; e os atacantes Everaldo e Henrique Almeida.  

Contratações do América para a temporada de 2022

 
A lista de saídas também foi grande: 16 atletas que vestiram a camisa do América no ano passado não permaneceram. São eles: os zagueiros Anderson, Eduardo Bauermann e Ricardo Silva; os laterais-esquerdos Lucas Luan e Alan Ruschel; o lateral-direito Diego Ferreira; os volantes Ramon e Sabino; os meias Marcelo Toscano, Geovane, Bruno Nazário e Isaque; além dos atacantes Ribamar, Luiz Fernando, Ademir e Chrigor. 
 
Os jovens Thalys (lateral-direito) e Vitão (atacante) foram emprestados para ABC e Confiança, respectivamente. 
 
Por outro lado, o Coelho acertou a renovação de jogadores importantes. O goleiro Matheus Cavichioli, o lateral-esquerdo Marlon, o volante Juninho e os atacantes Felipe Azevedo e Berrío permanecerão no clube. O meia Mauro Zárate segue negociando com a diretoria americana. 
 

América

 
Nome completo: América Futebol Clube
Fundação: 1912
Posição no Mineiro de 2021: vice-campeão
Presidente: Alencar da Silveira Júnior 
Técnico: Marquinhos Santos
Principais contratações: Gérman Conti, Iago Maidana e Índio Ramírez


Elenco

 
Goleiros:
Airton, Matheus Cavichioli, Robson e Jori
Zagueiros:
Gustavo Marques, Éder, Lucas Kal, Iago Maidana, Gabriel Gomes e Gérman Conti
Laterais-direitos:
Eduardo, Patric e Raúl Cáceres
Laterais-esquerdos:
Arthur, Carlos Junio, João Paulo e Marlon
Volantes:
Juninho, Juninho Valoura e Zé Ricardo
Meias:
Alê, Gustavo, Rodriguinho e Índio Ramírez
Atacantes:
Berrío, Carlos Alberto, Felipe Azevedo, Kawê, Léo Passos, Rodolfo, Yan Sasse, Everaldo e Henrique Almeida

Compartilhe