Chape

SANTA CRUZ

Diretoria do Santa Cruz negocia para 'repatriar' lateral Roberto, mas esbarra no salário

Teto salarial do planejamento coral é praticamente a metade do valor que o lateral esquerdo vinha recebendo na Série A pela Chapecoense

postado em 05/12/2019 19:05 / atualizado em 05/12/2019 19:09

(Foto: Ricardo Fernandes/DP)
No início do processo de montagem do elenco para 2020, a diretoria do Santa Cruz tem como intenção mesclar promessas vindas de parcerias com clubes formadores do Sul e Sudeste do País com jogadores mais experientes. Alguns, com a bagagem de já terem atuado pelo Tricolor. Sendo assim, após a sondagem feita ao goleiro Tiago Cardoso, outro ex-jogador coral a ser procurado foi o lateral esquerdo Roberto, que defendeu o clube em 2016 e 2017. 

Segundo apurou o Superesportes, já houve conversas entre a diretoria do Santa Cruz e o defensor, que não deve renovar seu contrato com a Chapecoense, ficando livre no mercado. O problema, como esperado, diz respeito ao patamar salarial do atleta. 

Isso porque, dentro do planejamento da diretoria tricolor, o teto salarial a ser pago pelo clube no início de 2020 é praticamente a metade do valor do salário que Roberto recebe atualmente na Chapecoense. Nesta temporada, o lateral entrou em campo 28 vezes, sendo 16 na campanha do rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

O “trunfo” do Santa na negociação diz respeito a boa identificação que Roberto tem com o Santa Cruz. Muitas vezes citando o clube e a torcida nas suas redes sociais, mesmo após a sua saída.
 
Na mesa do jogador já há uma proposta de um clube da Série B, também com valor inferior ao salário da Chapecoense. Porém, o lateral estaria disposto a receber ainda menos no Santa, desde que as duas propostas não fiquem muito distantes.

Tiago Cardoso

Com relação a Tiago Cardoso, o impasse é o mesmo. O salário que o goleiro, dono de cinco títulos estaduais, uma Copa do Nordeste e uma Série C pelo Santa, recebia no Botafogo-SP é inviável para os atuais padrões corais. Sendo assim, o jogador também teria que baixar bastante a sua atual faixa salarial para retornar ao Arruda.

A intenção da diretoria é que Tiago ajude também com a sua experiência. Isso porque, além dele, outros dois goleiros mais jovens também devem ser contratados. Após uma primeira sondagem, a cúpula coral deve voltar a procurar o empresário Ytalo Pontes nos próximos dias.

Em entrevista ao Superesportes, o procurador havia informado que Tiago já havia recebido propostas oficiais para disputar o Campeonato Paulista e de um clube recém rebaixado à Série C do Campeonato Brasileiro.