Cruzeiro

CRUZEIRO

Filme que conta história de torcedor do Cruzeiro, 'Azul Escuro' leva prêmio no Cinefoot

Curta foi dirigido por Gustavo Nolasco, colunista do EM e Superesportes

postado em 15/09/2019 19:54 / atualizado em 15/09/2019 20:05

<i>(Foto: Renan Damasceno/Superesportes)</i>
O filme ‘Azul Escuro’, do Coletivo 1921, levou o prêmio da edição de Belo Horizonte do Cinefoot, principal festival de cinema de futebol do Brasil. O vencedor foi anunciado na noite deste domingo em evento no Cine Belas Artes, na Região Centro-Sul da capital.

Dirigido pelo cruzeirense Gustavo Nolasco, que também é colunista do Estado de Minas e do Superesportes, ‘Azul Escuro’ conta a história do Seu Lúcio, torcedor do Cruzeiro, cego, que vive na Amazônia.

O curta tem 22 minutos de duração e é um filme-documentário com um desfecho emocionante, graças à forma como relaciona a história de Seu Lúcio com a torcida cruzeirense em Belo Horizonte e em Minas Gerais. Esse elo se formou de uma maneira original: foram os próprios torcedores que financiaram grande parte dos custos de produção do filme.

O filme foi lançado no início deste ano e recebeu financiamento coletivo, além de apoio financeiro de patrocinadores e dos jogadores celestes Leo e Henrique. A arrecadação de R$ 37.840,00 superou os R$ 32.650,00 previstos para a consolidação do trabalho.

“O caneco é nosso! Azul Escuro, que conta a história do Seu Lúcio, o cruzeirense cego que vive na Amazônia, é o vencedor dessa edição do Cinefoot. Nós, do Coletivo 1921, agradecemos a todos que nos ajudaram a realizar o sonho em filme. Torcida do Cruzeiro, esse prêmio é seu”, escreveu o coletivo em suas redes sociais após a premiação.

Ficha técnica de ‘Azul Escuro’

Duração: 22 minutos 
Direção e roteiro: Gustavo Nolasco 
Direção de fotografia: Leo Souza, Beto Magalhães e Rodrigo Meirelles 
Produção: Bruno Mateus e Guilherme Guimarães

<i>(Foto: Divulgação)</i>

Tags: cruzeiro interiormg seriea futnacional