Cruzeiro

CRUZEIRO

Meta do Cruzeiro: outros grandes voltaram à elite um ano após rebaixamento à Série B

Nem sempre o caminho de volta à Série A foi tranquilo para potências nacionais

postado em 08/12/2019 18:35 / atualizado em 08/12/2019 18:41

Rebaixado de forma inédita à Série B do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro passa a ter como grande projeto em 2020 o retorno à elite nacional. O caminho de volta à Série A de outros grandes clubes rebaixados nem sempre foi tranquilo. 

Desde que a Série B passou a ser disputada com 20 equipes, em 2006, seis grandes clubes do futebol brasileiro jogaram a competição: Atlético, Botafogo, Corinthians, Internacional, Palmeiras e Vasco. Nenhum deles passou mais do que um ano na segunda divisão. 

Em 2006, primeiro ano de disputa do atual formato, o campeão da segunda divisão foi o Atlético. Comandado por Levir Culpi, o Galo terminou o torneio com 71 pontos. A campanha teve 20 vitórias, 11 empates e sete derrotas (aproveitamento de 62,28%). Naquele ano, o alvinegro marcou 70 gols e levou outros 39.

Dois anos depois, em 2008, o Corinthians foi o campeão da Série B. A equipe paulista, então dirigida por Mano Menezes, teve o melhor desempenho entre os grandes rebaixados ao terminar o torneio com 85 pontos. O retrospecto foi de 25 triunfos, 10 empates e apenas três derrotas. O aproveitamento foi de 74,56%. O Timão também teve o melhor ataque dentre os seis gigantes com passagem pela Segundona, com 79 gols. A defesa levou apenas 29.

Na temporada seguinte, o Vasco venceu o torneio ao terminar a disputa com 76 pontos. A campanha do cruz-maltino foi de 22 vitórias, 10 empates e seis derrotas (66,6% de aproveitamento). Em 2009, o time carioca fez 58 gols e tomou 29.

Em 2013, o Palmeiras terminou a Série B na primeira posição ao conquistar 79 pontos. A trajetória registrou 24 triunfos, sete empates e sete derrotas (aproveitamento de 69,29%). O alviverde ainda marcou 71 gols e sofreu 28.

Sufoco vascaíno

Um ano depois, o Vasco teve o pior desempenho dos grandes antes de voltar à Série A. Em 2014, o clube carioca terminou o campeonato na terceira posição, com 63 pontos. A campanha alvinegra foi de 16 vitórias, 15 empates e sete derrotas (55,26% de aproveitamento), com 50 gols feitos e 36 sofridos. Naquele ano, o Joinville foi o campeão.

A segunda divisão de 2015 foi vencida pelo Botafogo. O time carioca somou 72 pontos em um retrospecto de 21 vitórias, nove empates e oito reveses. O aproveitamento foi de 63,15%. Na oportunidade, o Fogão anotou 60 gols e levou 30.

No ano seguinte, o Vasco voltou a disputar a Série B e novamente terminou a competição em terceiro lugar. Desta vez, o cruz-maltino conquistou 65 pontos em uma campanha de 19 triunfos, oito igualdades e 11 derrotas, desempenho de 57%. Os cariocas ainda marcaram 54 gols e sofreram 41, pior desempenho defensivo entre os seis grandes rebaixados. O campeão de 2016 foi o Atlético-GO.

Em 2017, o Internacional terminou o campeonato como vice-campeão. Naquele ano, o colorado somou 71 pontos, com retrospecto de 20 vitórias, 11 empates e 11 derrotas (62,28% de aproveitamento). A equipe gaúcha também marcou 54 gols e teve o melhor desempenho defensivo entre os seis, com apenas 26 contra. O campeão do torneio foi o América.



Tags: cruzeiro brasileiro rebaixados campanhas serieb seriea