Cruzeiro

CRUZEIRO

Em julgamento virtual, STJD reduz pena do Cruzeiro por incidentes no jogo contra o CSA

Decisão foi tomada por maioria dos votos na tarde desta terça

postado em 26/05/2020 16:23 / atualizado em 26/05/2020 16:31

(Foto: Reprodução)
O Tribunal Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) reduziu a pena do Cruzeiro pelos incidentes nas arquibancadas no jogo diante do CSA, em 28 de novembro de 2019. Em julgamento virtual, realizado nesta sexta-feira, os auditores aceitaram o recurso do clube celeste e reformaram a decisão que havia sido tomada no fim de janeiro. 

A Raposa não precisará cumprir três, mas sim um jogo com portões fechados
. Vale lembrar, no entanto, que ainda há punições para incidentes em duelos contra Atlético e Palmeiras (leia detalhes mais abaixo). 

Na nota que divulgou o resultado do julgamento, o STJD ressaltou que a pena deverá ser cumprida após a pandemia de COVID-19. Além disso, o clube precisará colocar uma faixa na arquibancada informando sobre a punição. A decisão foi tomada por maioria dos votos dos auditores.

Na derrota do Cruzeiro para o CSA (1 a 0), o árbitro relatou na súmula que em diversos momentos sinalizadores foram acesos na torcida mandante. Os torcedores celeste também arremessaram objetos no campo de jogo. Outro agravante foi o fato de a partida ter sido paralisada por dois minutos por causa de tumultos na arquibancada.

Além dos incidentes no jogo contra o CSA, o Cruzeiro já foi punido por confusões em duelos contra Palmeiras e Atlético, também em 2019. Por causa de brigas nas arquibancadas no clássico contra o Atlético (0 a 0), no dia 10 de novembro, no Mineirão, a Raposa perdeu um jogo de mando. 

Já pelos incidentes no confronto diante do Palmeiras, em 8 de dezembro, quando o Cruzeiro sacramentou seu rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro, a Raposa perdeu três mandos. Essa decisão ainda poderá ser reformada pelo Pleno do STJD. 

(Foto: Ramon Lisboa/EM/D.A. Press)

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional