Cruzeiro

CRUZEIRO

Estevão Willian, o Messinho, deixa Cruzeiro e assina com o Palmeiras

Jovem promessa, de 14 anos, firmou vínculo de formação com os paulistas

postado em 06/05/2021 18:23 / atualizado em 06/05/2021 20:54

(Foto: Reprodução)
O Boletim Informativo Diário (BID), da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), revelou, nesta quinta-feira, a transferência de Estevão Willian, de 14 anos, do Cruzeiro para o Palmeiras. Messinho, como era chamado o jovem, assinou um contrato de formação, já que ainda não tem idade para ter vínculo profissional.

No início da tarde desta quinta-feira, o UOL publicou o que seria uma carta de despedida do pai do jovem, Ivo Gonçalves. No documento, ele afirma que a direção do Cruzeiro deixou de cumprir inúmeras promessas. "Infelizmente, não foi possível dar continuidade ao trabalho", lamentou. 

Relatório feito pela Kroll, empresa de investigação corporativa contratada para auditar o período da gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá (2018 a 2019), revelou um contrato de prestação de serviços de Ivo com o Cruzeiro. Por meio da empresa EW10 Sports LTDA, ele recebia remuneração de R$10 mil mensais. O documento aponta que, entre junho de 2018 e abril de 2019, o pai de Messinho embolsou R$ 102.961,00. 

Estevão foi um dos temas de reportagem exibida pelo Fantástico, da TV Globo, em maio de 2019. Na ocasião, a emissora revelou que o Cruzeiro, então administrado por Wagner Pires de Sá, cedeu 20% de supostos direitos econômicos da criança ao empresário Cristiano Richard dos Santos Machado.

A comercialização dos direitos econômicos da criança não poderia ter acontecido. Inicialmente, porque a Fifa determinou, em 2015, que apenas clubes e jogadores podem ter partes de direitos econômicos. Depois, porque revelações só podem assinar contratos profissionais com os clubes a partir dos 16 anos. Até lá, só existe o contrato de formação, em que não existem direitos federativos ou econômicos.

Mesmo após a repercussão extremamente negativa sobre a comercialização desses 'direitos', o Cruzeiro voltou a negociar, em 1º de junho de 2019, outros 15% do 'passe' da criança. A transação foi feita com o Estrela Sports Ltda, do então conselheiro Fernando Ribeiro de Morais. 

O Cruzeiro, a princípio, não se manifestará sobre a saída de Messinho. 

(Foto: Reprodução)

Tags: serieb interiormg futnacional palmeirassp mercadobola