Cruzeiro

CAMPEONATO MINEIRO

Quem avança? Ex-atletas de América e Cruzeiro fazem apostas para o clássico

Times se enfrentam neste domingo, às 16h, no Independência

postado em 08/05/2021 18:25

América e Cruzeiro voltam a campo neste domingo, às 16h, no Independência, pela partida de volta da semifinal do Campeonato Mineiro. O Coelho pode perder por até um gol de diferença que avança, já que venceu a primeira partida por 2 a 1, no Mineirão, no último fim de semana. O Superesportes ouviu ex-jogadores dos dois clubes para saber quais são as apostas para o duelo decisivo no Horto.

Milagres, ex-goleiro do América

(Foto: Arquivo / Estado de Minas / EM DA PRESS)

O ex-goleiro do América, que defendeu o clube de 1991 a 2001, aposta em mais uma vitória do Coelho. Ele disputou 371 jogos com a camisa do clube alviverde e conquistou três títulos: Campeonato Mineiro (1993), Série B (1997) e Copa Sul-Minas (2000).

“Acho que teremos uma nova vitória do América por 2 a 1. O Cruzeiro tem que ganhar por dois gols de diferença, então, desde o início do jogo deve propor bastante, deve já começar atacando bastante. E o América com certeza vai se aproveitar disso, principalmente nos contra-ataques, com Ademir. Dentro do contexto geral, nas escapadas que vai dar, o América vai conseguir vencer o jogo”, disse.

Wellington Paulo, ex-zagueiro do América

(Foto: Arquivo / Estado de Minas / EM DA PRESS)

Capitão do América nos anos 1990 e 2000, o ex-zagueiro aposta em uma goleada do Coelho. Ele entende que o Cruzeiro vai se expor mais e pode sofrer com isso. Ao todo, Wellington Paulo disputou 307 jogos e marcou 21 gols com a camisa do América. Ele conquistou cinco títulos no Coelho: Série B (1997), Série C (2009), Copa Sul-Minas (2000) e dois Campeonatos Mineiros (1993 e 2001).

“Eu arriscaria o placar de 3 a 0. Eu explico o porquê: o Cruzeiro vai ter que sair para o jogo e vai deixar espaço aberto para o América. Claro que o Felipe Conceição vai tomar todas as precauções possíveis porque ele sabe que o contra-ataque do América é forte. Nessa partida, ele tem que arriscar tudo e não tem outra saída. Esse jogo é o seguinte: você faz 1 a 0, o outro time se descontrola um pouco, aí dá tempo de você fazer o segundo e fechar o placar com o terceiro gol. É o que eu arrisco. América 3 a 0 no Cruzeiro”, frisou.

Nonato, ex-lateral do Cruzeiro

(Foto: Arquivo / Estado de Minas / EM DA PRESS)

O ex-lateral, que marcou época no Cruzeiro, ainda acredita numa classificação celeste. De 1990 a 1997, Nonato disputou 394 jogos e marcou 23 gols. Ao todo, conquistou 12 títulos: Copa Libertadores da América (1997), duas Supercopas da Libertadores (1991 e 1992), Copa Ouro (1995), Copa Master Supercopa (1995), duas Copas do Brasil (1993 e 1996), quatro Campeonatos Mineiros (1992, 1994, 1996 e 1997) e Copa dos Campeões Mineiros (1991).

“Vai ser um jogo difícil, complicado, mas pelo que o Cruzeiro apresentou na semana passada, tem totais condições de vencer com essa diferença de dois gols. Vai ser difícil. O América está bem treinado, há mais tempo junto, mas o Cruzeiro demonstrou no último fim de semana que tem condições de virar essa vantagem. Aposto 2 a 0 para o Cruzeiro”.

Roberto Gaúcho, ex-atacante do Cruzeiro

(Foto: Arquivo / Estado de Minas / EM DA PRESS)

Ídolo de quase todo cruzeirense que viveu a década de 1990, Roberto Gaúcho ainda acredita em um resultado positivo para o Cruzeiro chegar à decisão do Campeonato Mineiro. O gaúcho de Santa Rosa soma duas passagens pela Raposa: 1992-1995 e 1995-1997. Em 198 jogos, marcou 46 gols. Venceu nove títulos com a camisa celeste: Copa Libertadores da América (1997), Supercopa Libertadores (1992), Copa Ouro (1995), Copa Master da Supercopa (1995), duas Copas do Brasil (1993 e 1996) e três campeonatos Mineiros (1994, 1996 e 1997).

“Um jogo muito difícil, sempre. É um clássico, né? Joguei vários, e o América sempre endurece contra o Cruzeiro. Mas, graças a Deus, na minha geração, a gente vencia todos. Vai ser um jogo difícil. O Cruzeiro vem melhorando, mas está muito abaixo ainda. O América é um time com mais qualidade. Um treinador que está há quase dois anos no clube, e isso aí é uma vantagem muito grande. Na minha opinião, o Lisca é um dos melhores treinadores do Brasil. Não tem nada de doido, só se faz de doido, mas é muito inteligente. Eu, como cruzeirense, sangue azul, estou no Sul do Brasil, mas na torcida pelo Cruzeiro. Esperando que o Cruzeiro faça uma grande partida e vá para a final do Campeonato Mineiro, que será muito importante no decorrer do campeonato, chegando o Brasileiro que vai ser uma pedreira. Meu palpite é 2 a 0 Cruzeiro ‘cabuloso’ no domingo, para nós irmos para a final”.

Geovanni, ex-atacante de América e Cruzeiro

(Foto: Arquivo / Estado de Minas / EM DA PRESS)

Ex-jogador de América e Cruzeiro ainda acredita em uma classificação celeste. Geovanni soma duas passagens pelo América (1998 e 2012) e três pelo Cruzeiro (1997; 1999 a 2001; 2006 a 2007). O mineiro de Acaiaca tem sete títulos pela Raposa: dois Campeonatos Mineiros (1997 e 1998), Recopa Sul-Americana (1998), Copa Centro Oeste (1999), Copa dos Campeões Mineiros (1999), Copa do Brasil (2000) e Copa Sul-Minas (2001). Ele apostou: "2 a 0 para o Cruzeiro", resumiu o ex-jogador.

Hamilton, ex-atacante de América e Cruzeiro


Ex-centroavante de Cruzeiro (1986 a 1990) e América (1992 a 1994), Hamilton Lima e Silva até acha que a Raposa pode vencer o jogo, mas acredita em uma classificação do Coelho.

"Então, acompanhei o primeiro jogo. O Cruzeiro trabalhou melhor o jogo no primeiro tempo. O segundo gol do Cruzeiro que foi anulado devido ao impedimento, fez com que América crescesse no jogo e logo em seguida o treinador do América, Lisca, substituiu os três homens de frente e sem colocar o principal jogador do time, Ademir. O volume de jogo do América acelerou e as coisas foram acontecendo positivamente a favor do América. As substituições no Cruzeiro não falaram a mesma língua com os demais companheiros. Aí, o América achou dois gols no final e virou o placar. Não foram dois gols trabalhados e sim achados, mas que mudaram o placar. E devido aos acontecimentos no primeiro jogo, acredito na classificação do América. Acho que o Cruzeiro pode até ganhar o jogo por 1 a 0, 2 a 1 ou mesmo perder 1 a 0. Creio na classificação do América".

Róbson, ex-ponta de América e Cruzeiro


Róbson Caetano Duarte, ex-ponta de Cruzeiro (1985 a 1989) e América (1992 a 1994), disse que "um clássico é sempre imprevisível".

Tags: classico final mineiro ex-jogadores americamg cruzeiroec