Cruzeiro

CRUZEIRO

Cruzeiro anuncia reunião com empresários para debater projeto clube-empresa

Diretoria tenta viabilizar um plano para que o clube receba dinheiro e saia da crise financeira em que se encontra

postado em 16/06/2021 08:28 / atualizado em 16/06/2021 09:11

(Foto: Gustavo Aleixo / Cruzeiro)


O Cruzeiro divulgou que o presidente Sérgio Santos Rodrigues encontrará na próxima segunda-feira, dia 21, com empresários ligados ao clube celeste para debater a implantação do projeto clube-empresa, cuja proposta de lei já foi aprovada na última quinta (10) no Plenário do Senado (PL 5.516/2019). O texto segue agora para votação na Câmara dos Deputados.

Participarão da reunião Sandro Gonzalez, ex-CEO do Cruzeiro que liderou o estudo do projeto, Pedro Lourenço, Vittorio Medioli, Aquiles Diniz e Régis Campos.

De acordo com o Cruzeiro, "o encontro servirá para que os convidados tenham noção do trabalho realizado pelo clube nos últimos meses, em parceria com a EY, e também com a análise da Alvarez & Marsal".

O projeto clube-empresa é apontado por muitos com uma possibilidade real de salvação do Cruzeiro, que vive uma crise sem precedentes. O balanço financeiro de 2020 mostrou que a dívida total da instituição chega a R$ 897 milhões.

Conselheiro nato desde 1983, o empresário Aquiles Diniz disse em entrevista ao Superesportes que tem um projeto de um fundo de R$ 500 milhões para dar viabilidade financeira para o clube após a transição de associação, modelo atual, para Sociedade Anônima do Futebol (SAF).

“Na minha cabeça, se lançarmos um fundo de R$ 500 milhões, por exemplo, seria um fundo que teria 500 cotas de R$ 1 milhão. Desde que se prove que é viável e com rentabilidade como são os clubes da França, da Inglaterra, da Itália, eu não vejo a menor dificuldade de se colocar isso no mercado”, explicou.



“Não tem empresário nenhum que me prometeu que vai participar. Eu vou participar. E quem quiser, vem junto. Não será botar dinheiro no Cruzeiro, será um investimento financeiro em empresa administrada por profissionais cujos objetivos serão títulos, glória e rentabilidade. (...) O investidor não é cruzeirense, não é americano, não é atleticano. Isso é uma coisa universal. Esse fundo pode ser vendido para a Arábia Saudita, para o Japão. O mundo inteiro pode investir nessa atividade esportiva, que é o futebol, que movimenta bilhões de dólares”, disse o empresário.


Projeto


Em outubro do ano passado, o Cruzeiro instalou um grupo de estudos interno para analisar todas as vertentes do projeto, liderado por Sandro Gonzalez, empresário do setor de transportes e logísticas.

Desde fevereiro, o Cruzeiro conta com o apoio da EY, empresa de auditoria e consultoria, para discutir as diretrizes de implementação do projeto clube-empresa. O clube também contratou os serviços da Alvarez & Marsal, empresa especializada em aprimoramento de desempenho de negócios e gestão de recuperação operacional e financeira de grandes empresas.

“O projeto clube-empresa sempre foi algo que tratamos com muita responsabilidade e profissionalismo aqui no Cruzeiro. É um assunto discutido desde 2020 e que, aos poucos, foi tomando forma cada vez mais concreta. Corremos atrás de grandes empresas, como a EY e a Alvarez & Marsal, nos reunimos com empresários, representantes do judiciário e parlamentares. Sempre falei abertamente deste assunto com o Pedrinho, Régis Campos e com o Vittorio Medioli. Nesta semana, já fiz contato com o Aquiles Diniz e a conversa foi muito proveitosa. O Cruzeiro está de portas abertas para quem quer entender melhor o trabalho que vem sendo desenhado por diversos profissionais de grande gabarito e reconhecidos no mercado. Há tempos, temos a convicção de que a implementação do clube-empresa é a melhor saída para o clube se recuperar de forma mais ágil, segura e eficiente”, disse o presidente Sérgio Santos Rodrigues.

Tags: reunião empresários cruzeiroec clube-empresa