Cruzeiro volta a se complicar por expulsão e segue sem engrenar na Série B

Time celeste foi prejudicado por jogar com um atleta a menos

19/06/2021 23:30 / atualizado em 20/06/2021 07:30
compartilhe
Time celeste perdeu fora de casa para o Operário: 2 a 1
foto: Igor Sales/Cruzeiro

Time celeste perdeu fora de casa para o Operário: 2 a 1

O Cruzeiro controlava a partida contra o Operário até Weverton ser expulso aos 28 minutos do primeiro tempo, após cometer falta dura em Leandro Vilela. O lance de indisciplina do zagueiro custou caro ao time, que tomou gol na jogada seguinte, em finalização de bicicleta de Paulo Sérgio. Mesmo com um homem a menos, a Raposa empatou ainda na etapa inicial, com Felipe Augusto. Só que o cartão vermelho recebido por Weverton comprometeu a estratégia elaborada por Mozart Santos.


Em razão da inferioridade numérica de atletas, o treinador precisou reforçar a marcação no meio-campo com Ariel Cabral, Jadson e Adriano, além de colocar Joseph para manter três zagueiros e se precaver nas bolas aéreas. De nada adiantou, pois o Operário marcou o gol da vitória em chute de longa distância de Djalma Silva, aos 39 do segundo tempo. Fábio escorregou no momento em que tentava a defesa.

Em entrevista coletiva, Mozart ressaltou que o Cruzeiro tem de melhorar no quesito disciplina, visto que as expulsões prejudicam tanto em aspectos técnicos que viabilizem a luta pela vitória quanto na própria parte física - os jogadores necessitam de esforço redobrado para compensar a desvantagem em campo.

"Realmente nós temos que melhorar nesse quesito. Sempre friso no início das minhas palestras a questão de iniciar com 11 e terminar com 11. Em um campo molhado - choveu muito aqui nos últimos dias -, essas jogadas infelizmente são inevitáveis. Mas precisamos melhorar e ter um controle justamente pela sequência de jogos que temos de jogar com um a menos. Isso acaba prejudicando muito".

Na estreia da Série B, quando ainda era comandado por Felipe Conceição, o Cruzeiro fazia boa apresentação diante do Confiança até ter o volante Adriano e o goleiro Fábio expulsos no fim do primeiro tempo. A equipe esboçou uma recuperação ao empatar com Guilherme Bissoli, aos 11 da etapa final, porém tomou dois gols e saiu derrotada por 3 a 1, no estádio Batistão, em Aracaju (SE).

Por causa desses percalços, a Raposa não conseguiu engrenar nas cinco primeiras rodadas da Série B. Com uma vitória, um empate e três derrotas, o time soma quatro pontos e aparece na zona de rebaixamento, em 17º lugar. O próximo compromisso é contra o Vasco, às 21h30 de quinta-feira, no Mineirão. No domingo, às 20h30, será a vez de encarar o CSA, no Rei Pelé, em Maceió.

Operário-PR 2 x 1 Cruzeiro: fotos do jogo pela Série B


Compartilhe