Marcinho analisa momento do Cruzeiro: 'Não pode ficar nessa situação'

Meia afirma que time não pode mais errar na Série B

19/07/2021 19:34 / atualizado em 19/07/2021 19:42
compartilhe
Marcinho é o jogador que mais vem se destacando no Cruzeiro
foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Marcinho é o jogador que mais vem se destacando no Cruzeiro


Participativo na construção de jogadas no meio-campo, em finalizações e também nas cobranças de falta e escanteio, Marcinho é um dos poucos jogadores do Cruzeiro que se salvam em meio à fraca campanha na Série B do Campeonato Brasileiro. Poupado de críticas de torcedores nas redes sociais, o camisa 11 analisou o momento difícil do time, que está em 16º lugar, com 11 pontos, e terá o Remo pela frente na partida desta terça-feira, às 19h, no estádio Baenão, em Belém-PA. Conforme o atleta, o elenco “não pode ficar nessa situação” de luta contra o rebaixamento.


“A gente não vem em uma boa sequência. Se não me engano, cinco jogos sem vencer (na verdade seis - duas derrotas e quatro empates). Temos que virar essa chave de qualquer forma, porque está sendo difícil. O Cruzeiro não pode ficar nessa situação em que nos encontramos. Sabemos das dificuldades que será o jogo contra o Remo, mas precisamos impor o nosso jogo e o nosso ritmo para que possamos virar essa chave o mais rápido possível e sair dessa situação”.

As estatísticas da Série B mostram que Marcinho vem se destacando individualmente. De acordo com o SofaScore, a nota média do armador é a oitava maior do campeonato - 7.30. Em 10 aparições, ele marcou um gol e deu três assistências, além de contabilizar 27 finalizações (média de 2,7 por jogo). De modo geral, o Cruzeiro até atingiu um desempenho razoável no ataque, com 16 gols, porém a fragilidade defensiva, com 22 tentos sofridos, reflete na pontuação alcançada na segunda divisão.

“Estamos tendo chances de fazer gols nos jogos, mas temos que caprichar um pouco mais. Eu estou tendo chances de fazer gol, então preciso caprichar mais para fazer o gol e dar mais tranquilidade ao time nos jogos. Nós começamos bem os jogos, e de repente tomamos o gol, aí dá aquele baque. Às vezes damos aquela desanimada, mas não pode acontecer isso. Precisamos entrar focados nos jogos e entrar ligados nos 90 ou 100 minutos, que seja, para que possamos fazer os gols e conseguir as vitórias. Só assim teremos confiança”.


Nas 26 rodadas restantes da Série B, o Cruzeiro precisaria somar no mínimo 51 pontos - mais de 65% de aproveitamento - para chegar a 62 e ter, segundo o Departamento de Matemática da UFMG, 98% de probabilidade de acesso. Em 2020, Juventude e Cuiabá, 3º e 4º colocados, contabilizaram 61. Por esse distante objetivo de subir à primeira divisão de 2022, Marcinho ressaltou que não há mais espaço para cometer tantos erros no torneio.

"É complicado falar. A gente começa o jogo não querendo tomar gol, mas está acontecendo. Um erro nosso ali na frente ou atrás, e o adversário só precisa de uma chance para fazer o gol. Temos que corrigir isso o mais rápido possível, não podemos mais errar no campeonato. Temos que entrar mais focados, mais ligados, sabendo o que queremos no campeonato. Não dá mais tempo para ficar perdendo ponto. Só temos que pensar em somar ponto, em vitória, para conseguirmos um objetivo maior no campeonato”.

Compartilhe