Cruzeiro

CRUZEIRO

Série B: veja o que o Cruzeiro precisa para atingir meta de Mozart no turno

Time celeste está na zona de rebaixamento, em 19º, com 12 pontos

postado em 27/07/2021 06:00 / atualizado em 27/07/2021 15:26

(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

Há três semanas, o técnico Mozart Santos projetava conduzir o Cruzeiro ao grupo dos oito primeiros colocados da Série B. Ele fez essa previsão na entrevista coletiva após o empate por 0 a 0 com o Coritiba, em 6 de julho, no Mineirão, pela 10ª rodada. O problema é que a Raposa não ganhou nenhum dos quatro confrontos seguintes - Botafogo (3 a 3), Avaí (derrota por 3 a 0), Remo (derrota por 1 a 0) e Vila Nova-GO (0 a 0) - e entrou na zona de rebaixamento, em 19º, com 12 pontos.

Será que ainda é possível cumprir a meta estabelecida pelo treinador? Em oitavo lugar, o Operário contabilizou 21 pontos em 14 jogos. Considerando 50% de aproveitamento em 19 rodadas, o clube paranaense terminaria o turno com 28 ou 29 pontos. Atingir essa campanha é impossível para o Cruzeiro, que chegará no máximo a 27, desde que vença os cinco duelos seguintes - Londrina (casa), Brusque (fora), Vitória (casa), Sampaio Corrêa (casa) e Náutico (fora).


Pegando a Série B de 2020 como referência, a Raposa também ficaria fora do “G8”, pois o Paraná, 8º, obteve 28. A pontuação seria compatível com a do CRB, 8º em 2019, com oito vitórias, três empates e oito derrotas. Todavia, o cenário de momento não condiz com luta pelo acesso, e sim em escapar do rebaixamento à Série C. À frente apenas do Confiança, lanterna com 10 pontos, o time celeste tentará sair do Z4 no confronto direto com o Londrina (18º, com 12), às 21h30 de sexta-feira, no Mineirão, pela 15ª rodada.

Em entrevista coletiva, o zagueiro Ramon falou sobre os caminhos para o Cruzeiro encerrar uma sequência de oito rodadas sem vitória (cinco empates e três derrotas). “Sabemos que todos os jogos são difíceis, independentemente do adversário e de onde vamos jogar. O que temos que fazer é deixar o jogo fácil para nós. O professor Mozart e sua comissão estão passando tudo o que o Londrina tem de forte para fazermos nos treinamentos e, consequentemente, chegarmos fortes no jogo de sexta-feira”.

Na opinião do camisa 4, a equipe celeste precisa ser forte no Mineirão, onde ganhou apenas do Vasco na Série B, por 2 a 1, pela sexta rodada. “Sabemos que teremos três dos próximos quatro jogos em casa. Temos que ser fortes em casa, a Série B pede isso. O time que é bom em casa vai estar lá em cima brigando. O jogo será difícil, é um confronto direto no qual se nós vencermos vamos deixá-los para trás. Nosso campeonato agora é pensar jogo a jogo, ponto a ponto, para que a gente possa estar lá em cima da tabela e conseguir nosso objetivo”.

Contestada pelo diretor executivo Rodrigo Pastana, a matemática da Série B calcula que o Cruzeiro tem menos de 1% de probabilidade de conquistar o acesso. Para atingir os 63 pontos que provavelmente assegurariam uma vaga no G4, o time necessita de 51 em 72 possíveis (70,83%) - 15 vitórias, seis empates e três reveses. Em compensação, a chance de queda é de 48,9%. As contas são do site Probabilidades no Futebol, atualizado por professores de ciências exatas da UFMG.

Tags: Cruzeiro serieb interiormg futnacional Mozart Santos