Xingamento, socos: o que disse o árbitro na súmula de Cruzeiro x Operário

Dalonso justificou as expulsões do técnico Vanderlei Luxemburgo, do preparador de goleiros, André Croda, e do auxiliar técnico, Maurício Copertino

17/09/2021 09:08 / atualizado em 17/09/2021 10:10
compartilhe
Luxemburgo foi expulso no jogo contra o Operário
foto: Ramon Lisboa/EM/D. A Press

Luxemburgo foi expulso no jogo contra o Operário

O árbitro Rodrigo Dalonso Ferreira (FIFA/SC) justificou na súmula as expulsões do técnico do Cruzeiro, Vanderlei Luxemburgo, do preparador de goleiros, André Croda, e do auxiliar técnico, Maurício Copertino, no empate do time celeste por 1 a 1 contra o Operário, nessa quinta-feira, na Arena do Jacaré, pela 24ª rodada da Série B.

O fim do jogo foi marcado por muita confusão em Sete Lagoas. Time celeste teve gol de Marcelo Moreno anulado nos acréscimos, após análise do VAR. Dalonso precisou sair escoltado pela Polícia Militar. Houve bate-boca, troca de empurrões entre os jogadores, briga da comissão técnica e decepção dos cruzeirenses presentes.

Vitória 'cancelada': rivais provocam Cruzeiro após empate com Operário


De acordo com o documento, Luxa recebeu o vermelho por xingar o quarto árbitro e invadir o gramado. "Expulso por invadir o campo de jogo e partir para cima do quarto árbitro e, com o dedo em riste, proferir as seguintes palavras: "Você já veio mal intencionado, desde o começo! Quem deveria ser expulso é você! Você é safado! Vocês não têm que checar nada. A imagem é inconclusiva, já falou na TV". O mesmo (sic) ainda se negou a sair de campo, dizendo que só sairia com a polícia. Sendo assim, foi solicitado a intervenção policial, que se aproximou, solicitando que o referido treinador saísse de campo. Após o termino da partida, o mesmo (sic) retornou ao campo de jogo, aguardando nossa saída, reclamando e apontando em nossa direção, proferiu as seguintes palavras: "É isso que vocês queriam!".  

Dalonso diz que o preparador de goleiros André Croda revidou agressão do auxiliar técnico do Operário, Leandro Carlos Silveira Niehues. "Expulso do campo (Croda) durante a paralisação da partida por sair de sua área técnica, invadir o campo de jogo e desferir um chute em forma de revide e atingir a perna do auxiliar técnico da equipe visitante, sr. Leandro Carlos Silveira Niehues".

O vermelho para Maurício Copertino foi dado por invasão e pela briga com o auxiliar do Operário, disse o árbitro: "Expulso por invadir o campo de jogo e trocar socos com o auxiliar técnico da equipe visitante, sr. Leandro Carlos Silveira Niehues, e atingi-lo na altura do peito, em forma de revide".

Cruzeiro 1 x 1 Operário: torcida celeste vai da euforia à decepção


O auxiliar do Operário também foi expulso: "Expulso por sair de sua área técnica, invadir o campo de jogo e partir para cima do preparador de goleiros e também do auxiliar técnico da equipe adversária e desferir socos e pontapés. O pontapé atingiu a perna do preparador de goleiros do Cruzeiro, sr. André Croda. O soco atingiu a altura do peito do auxiliar técnico da equipe adversária, sr. Maurício Copertino".

Compartilhe