Sucesso de Luxemburgo faz Fábio pedir fim de experiências no Cruzeiro

Capitão do time, goleiro segue acreditando no acesso à Série A

23/09/2021 06:00 / atualizado em 22/09/2021 20:42
compartilhe
Fábio pediu fim das experiências no comando técnico do Cruzeiro
foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Fábio pediu fim das experiências no comando técnico do Cruzeiro



Fábio ainda acredita no acesso do Cruzeiro à Série A do Campeonato Brasileiro de 2022, mas sabe os erros que o clube não pode repetir na próxima temporada, independentemente da competição que disputará. 

O sucesso do treinador Vanderlei Luxemburgo no comando da equipe - 60% de aproveitamento dos pontos disputados até aqui -, motivou o goleiro, maior referência do elenco celeste, a pedir o fim das experiências no comando técnico do Cruzeiro.

"Tenho certeza que a experiência do Vanderlei foi crucial para esta evolução. Infelizmente, pegou a equipe no final do primeiro turno, tendo que fazer de tudo, com pouco tempo de treinamento, para montar uma equipe consistente dentro dos jogos. É isso que acredito, nesta experiência", disse o camisa 1.

" Uma equipe gigantesca como o Cruzeiro não tem como ficar fazendo experiências . A gente tem que ter um comandante ativo, que já vivenciou várias situações, para comandar esse gigante que é o Cruzeiro. A chegada dele foi fundamental para isso, aliada aos atletas dedicados que estão aqui, independentemente das adversidades vividas nos bastidores", completou.

Sob o comando de Luxemburgo, o Cruzeiro disputou 10 jogos, venceu quatro e empatou seis. O aproveitamento da equipe sob o comando do treinador é o mesmo do vice-líder Goiás , que tem o acesso à Série A bem encaminhado.

Nos 15 jogos anteriores à chegada do treinador à Toca II, no entanto, o Cruzeiro não se encontrou na Segunda Divisão. Felipe Conceição e Mozart - que tinha apenas dois trabalhos como técnico efetivo na carreira - fizeram trabalhos ruins e não conseguiram colocar o time sequer na primeira página da tabela de classificação.

Hoje, o Cruzeiro é o 13º colocado da Série B , com 31 pontos. Para garantir o acesso à Série A, os mineiros precisariam somar mais 33 pontos nos 13 jogos restantes. O Departamento de Matemática da UFMG aponta que a Raposa tem 0,6% de chances de alcançar o feito.

Apesar disso, o clube não joga a toalha e ainda repete o discurso do sonho de retornar à elite do futebol já em 2022. Neste domingo, às 16h, o adversário será o CSA , no Independência, pela 26ª rodada.



Compartilhe