Cruzeiro consegue suspensão de bloqueios de ações cíveis; entenda o caso

O presidente do TJMG concedeu prazo de 60 dias para que a Raposa apresente um plano de credores

28/10/2021 20:22
compartilhe

O presidente do TJMG concedeu prazo de 60 dias para que o Cruzeiro apresente um plano de credores
foto: Rodolfo Rodrigues/Cruzeiro

O presidente do TJMG concedeu prazo de 60 dias para que o Cruzeiro apresente um plano de credores

 

Na semana passada, o jurídico do Cruzeiro foi pessoalmente ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais solicitar que as ações envolvendo o clube tramitem em um só juízo. Nesta quinta-feira, a Raposa recebeu uma resposta por parte do presidente do órgão.

 

O desembargador Gilson Soares Lemes concedeu prazo de 60 dias para que a equipe apresente um plano de credores, que segundo o informado em nota deverá conter os documentos previstos no artigo 16 da Lei Federal nº 14.193/2021, a fim de que seja apreciado o pedido de concessão do RCE (Regime Centralizado de Execuções).

 

 

 

Com base no artigo 23 desta mesma Lei, foi definida a vedação de qualquer forma de constrição ao patrimônio ou às receitas celestes, por penhora ou ordem de bloqueio de valores de qualquer natureza ou espécie. Assim, o Cruzeiro conseguiu suspender bloqueios em suas ações cíveis. 

 

 


Compartilhe