UAI

2

Flamengo atropela o Atlético-GO no Maracanã e dorme no G4 do Brasileiro

Rubro-Negro torce por derrotas dos Atléticos mineiro e paranaense na rodada para seguir no grupo dos quatro primeiros colocados

30/07/2022 22:50 / atualizado em 30/07/2022 23:04
compartilhe
Flamengo bateu o Atlético-GO por 4 a 1 em duelo no Maracanã
foto: Marcelo Cortes/Flamengo

Flamengo bateu o Atlético-GO por 4 a 1 em duelo no Maracanã

O Flamengo mostrou força e goleou por 4 a 1 o Atlético-GO, neste sábado, no Maracanã. Com o resultado, os cariocas chegaram a 33 pontos e vão dormir no G-4 do Campeonato Brasileiro. Já os goianos, com 17, seguem na zona de rebaixamento.
Os donos da casa decretaram a goleada no primeiro tempo, com gols de Lázaro, Marinho, Vidal e Victor Hugo. O Atlético-GO descontou na etapa final, com Wellington Rato.

Na próxima rodada, o Flamengo viaja para enfrentar o São Paulo, no sábado, no Morumbi. O Atlético-GO joga no mesmo dia, contra o Bragantino, em Goiânia.

Flamengo define rápido a goleada contra o Atlético-GO

O Flamengo começou a partida pressionando o Atlético-GO, mas sofria para passar pela marcação goiana. Os visitantes tinham dificuldade para avançar e pouco incomodavam o goleiro Santos.

O confronto permaneceu igual até os 21 minutos, quando os donos da casa abriram o placar. Em avanço rápido, Victor Hugo cruzou rasteiro para Lázaro empurrar para a rede.

O Atlético-GO não teve tempo para assimilar o revés e viu o Flamengo ampliar no minuto seguinte. Marinho recebeu na entrada da área e finalizou para o gol.

O Flamengo manteve a postura ofensiva e chegou ao terceiro gol aos 32 minutos. Marinho foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti após ser chamado pelo VAR. O volante Vidal foi para a cobrança e marcou seu primeiro gol com a camisa rubro-negra.

Os jogadores do Atlético-GO ficaram muito irritados com a marcação do pênalti. Os visitantes nada faziam para mudar o panorama do jogo. O Flamengo seguiu tendo o domínio e transformou o placar em goleada nos acréscimos. Victor Hugo foi lançado, levou a melhor sobre a marcação e tocou na saída do goleiro para marcar o quarto gol dos cariocas antes do intervalo.

Flamengo administra no segundo tempo

No segundo tempo, o Flamengo diminuiu um pouco o ritmo. O Atlético-GO continuou tendo dificuldade em criar boas jogadas e via os donos da casa continuarem tendo o domínio do jogo.

Com o passar do tempo, os cariocas mantinham o controle da partida. O Flamengo criou boa chance aos 31 minutos, quando Vitinho aproveitou cruzamento, mas cabeceou pela linha de fundo.

O Atlético-GO conseguiu marcar o seu gol de honra aos 36 minutos. Wellington Rato foi lançado, driblou o defensor e mandou para a rede. O árbitro chegou a ser chamado ao VAR por falta no início do lance, mas manteve a decisão. Só que antes de olhar as imagens, o atacante Luiz Fernando, que estava no banco, acabou expulso. 

O revés fez o Flamengo aumentar de intensidade nos minutos finais. Os cariocas ainda tiveram algumas chances, mas saíram de campo com o resultado positivo do Maracanã.

FLAMENGO 4 x 1 ATLÉTICO-GO

Flamengo
Santos, Matheuzinho (Rodinei), Fabrício Bruno, Pablo e Ayrton Lucas; Arturo Vidal (Thiago Maia), Diego e Victor Hugo (Éverton Ribeiro); Lázaro (Vitinho), Marinho (Marinho) e Éverton Cebolinha
Técnico: Dorival Jr

Atlético-GO
Ronaldo, Dudu, Wanderson, Edson (Klaus) e Jefferson; Baralhas, Marlon Freitas (Willian Maranhão), Wellington Rato e Jorginho (Churín); Peglow (Léo Pereira) e Ricardinho (Ayrton)
Técnico: Jorginho

Gols: Lázaro, aos 21 minutos do 1ºT, Marinho, aos 22 minutos do 1ºT, Vidal, aos 32 minutos do 1ºT, e Victor Hugo, aos 49 minutos do 1ºT (Flamengo); Wellington Rato, aos 36min do segundo tempo (Atlético-GO)
Cartões amarelos: Ricardinho, Edson, Marlon Freitas, Léo Pereira, Jefferson, Willian Maranhão e Jorginho (Atlético-GO)
Cartão vermelho: Luiz Fernando (Atlético-GO)

Renda: R$ 2.470.440,25
Público: 59.999 pagantes

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: Sábado, 30 de julho de 2022
Horário: 20h30 (Brasília)

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Lorival Cândido das Flores (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Compartilhe