UAI

2

Abel, técnico do Fluminense, sobre atritos no Flamengo: 'Que se fodam eles'

Treinador tem rixa com diretoria rubro-negra após Bap, dirigente do Flamengo, declarar que o técnico parecia estar "bêbado" durante os treinos

08/04/2022 17:59 / atualizado em 08/04/2022 18:13
compartilhe
Abel Braga, no Maracanã, após vencer vencer a final do Campeonato Carioca 2022 sobre o Flamengo
foto: LEONARDO BRASIL/ FLUMINENSE FC

Abel Braga, no Maracanã, após vencer vencer a final do Campeonato Carioca 2022 sobre o Flamengo


O técnico Abel Braga colocou mais uma chama na rivalidade entre Fluminense e Flamengo. Nesta sexta-feira (8), em evento nas Laranjeiras, que tinha como intuito confraternizar a instalação da taça do Campeonato Carioca na sala de troféus do tricolor, o treinador provocou o rubro-negro.


Abel Braga citou o protesto feito por flamenguistas no Ninho do Urubu, nesta sexta-feira, e alfinetou o rival. Torcedores rubro-negros passaram esta manhã na porta do centro de treinamento do clube para cobrar de jogadores e dirigentes um melhor desempenho esportivo dentro e fora de campo.

"Me preocupa o que causamos um pouco de dano, o Ninho está sendo invadido, aquela coisa toda. Desculpem, que se foda eles. Se a gente continuar com esse ambiente que nós temos, a gente vai conseguir coisas melhores", disse o técnico, que conquistou o título Carioca de 2022 sobre o Flamengo.

O treinador criou rixa com a diretoria rubro-negra após sua curta passagem pelo clube. Abel Braga processou o vice-presidente de Relações Exteriores do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, conhecido como Bap, por declarar que o técnico parecia estar "bêbado" durante os treinos.
 
 

O discurso de Abel Braga nesta sexta-feira foi transmitido ao vivo pela TV oficial do Fluminense. O vídeo, no entanto, foi removido após a polêmica declaração do técnico. Além da provocação, o treinador não escondeu a emoção de conquistar o título Carioca em seu retorno ao tricolor.

"Eu esperava ser campeão, porque ocorreu assim em 2005. Ninguém acreditava absolutamente nada na equipe pela Taça Guanabara muito ruim, mas vencemos a Taça Rio e saímos campeões. Em 2012 era o contrário, nós tínhamos que ser campeões porque tínhamos um super time. E agora, talvez está sendo o fato mais relevante e real é o ambiente que existe, junto com o coletivo que existe e junto com individualidades que fazem um time de futebol", disse o comandante.

"Alguns estão conhecendo hoje isso aqui, vendo pela beleza, o quanto esse clube já ganhou. E nós hoje estamos colocando mais uma vez o nome nessa história. Temos que nos sentir orgulhosos", completou Abel.
 
 

Compartilhe