Futebol Internacional

ELIMINATÓRIAS SUL-AMERICANAS

Peru corta dois atacantes do jogo do Brasil por terem contraído o coronavírus

Um dos desfalques peruanos foi algoz do Brasil na eliminação da Copa América de 2016; país registra 33 mil mortes pelo coronavírus

postado em 13/10/2020 10:10

(Foto: Jeff Zelevansky/AFP)


Os atacantes Raúl Ruidíaz e Alex Valera testaram positivo para a COVID-19 e foram cortados da Seleção Peruana, adversária do Brasil, nesta terça-feira, em Lima, pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

A Federação Peruana de Futebol (FPF) divulgou um comunicado no fim da noite de segunda-feira em que relatou que Ruidíaz e Valera não apresentam sintomas graves do coronavírus e foram colocados em isolamento desde que souberam do resultado positivo.

"Nas horas anteriores ao conhecimento dos resultados dos testes mencionados, em estrito cumprimento dos protocolos de biossegurança, os jogadores foram mantidos em completo isolamento", disse o comunicado. "A FPF garante o cumprimento dos regulamentos da competição organizada por Fifa e Conmebol".

Ruidíaz, que jogou no empate por 2 a 2 com o Paraguai na última quinta-feira, seria titular no ataque da Seleção Peruana, nesta terça-feira, em Lima, contra o Brasil, que abriu a sua participação nas Eliminatórias com uma goleada por 5 a 0 sobre a Bolívia na sexta. Com a indisponibilidade de ambos os atacantes, Jefferson Farfán e Matías Succar são as opções de frente do técnico Ricardo Gareca.

Um dos desfalques peruanos, o atacante Ruidíaz é conhecido do público brasileiro. Além de ter defendido o Coritiba entre 2012 e 2013, o jogador marcou o gol que eliminou a Seleção Brasileira da Copa América de 2016, ainda na fase de grupos. Na ocasião, Ruidíaz empurrou a bola para a rede com a mão, mas o lance foi validado, e o Peru bateu o Brasil por 1 a 0.

A partida entre Peru e Brasil será disputada sem a presença de público no Estádio Nacional de Lima, assim como os demais compromissos das rodadas iniciais das Eliminatórias devidos às restrições relacionadas à pandemia do coronavírus.

Os protocolos de saúde para as Eliminatórias da Copa do Mundo foram aprovados por Fifa e Conmebol. O Peru registra mais de 33 mil mortes pelo coronavírus.

Tags: Peru selefut COVID-19 Ruidíaz