UAI

2

Paraguai derrota Chile e garante vaga nas quartas de final da Copa América

Junior Alonso leva e melhor diante do companheiro de Galo, Vargas

24/06/2021 23:19 / atualizado em 24/06/2021 23:35
compartilhe
Junior Alonso marca Vargas: paraguaio levou a melhor no duelo contra companheiro de Atlético
foto: Evaristo Sá/AFP

Junior Alonso marca Vargas: paraguaio levou a melhor no duelo contra companheiro de Atlético


O Paraguai garantiu sua vaga nas quartas de final da Copa América nesta quinta-feira ao superar o Chile por 2 a 0, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Samudio e Almirón, de pênalti, anotaram os gols da partida, válida pela quarta rodada do Grupo A. O jogo marcou o duelo entre o zagueiro Junior Alonso e o atacante Vargas, ambos do Atlético, com vantagem para o defensor.

A equipe paraguaia chegou aos seis pontos e subiu para o segundo lugar da chave, atrás apenas da Argentina, com sete pontos. Já o Chile, em noite pouco inspirada, caiu para o terceiro posto, com cinco pontos. A Seleção Chilena "disputa" com o Uruguai o quarto lugar, que será o adversário da Seleção Brasileira nas quartas de final.

Na última rodada do Grupo A, o Paraguai vai encarar o Uruguai na próxima segunda-feira, no Engenhão, no Rio de Janeiro. Já o Chile descansará na rodada porque já cumpriu sua tabela nesta fase classificatória.

O JOGO


Com a vaga garantida na próxima fase, o técnico Martín Lasarte promoveu mudanças na Seleção Chilena nesta quinta-feira. Ele deu chances para Mena, Alarcón e Pinares entre os titulares. E o time passou a atuar de forma mais defensiva, ao longo de todo o primeiro tempo. O Chile praticamente só assistiu ao Paraguai jogar na etapa inicial.

Precisando da vitória para se classificar, o time paraguaio partiu para o ataque. Aos 15, na primeira boa chance do jogo, Espínola cruzou na área, mas a bola foi em direção ao gol e deu trabalho para Bravo fazer a defesa. Aos 33, o placar foi alterado. Após cobrança de escanteio na área, Samudio subiu na segunda trave e acertou bela cabeçada no ângulo.

Diante de um Chile hesitante e quase sem ataque, o Paraguai esteve perto de ampliar antes do intervalo. Aos 40, Almirón levantou na área, Bravo se atrapalhou na saída aérea e González, praticamente sozinho, cabeceou para fora, desperdiçando chance preciosa.

O segundo tempo começou com o Chile tentando mostrar postura mais ofensiva. Mas a iniciativa durou pouco. O Paraguai seguia melhor, com presença maior no ataque. Aos 10, Medel fez falta em González dentro da área. E, na cobrança do pênalti, Almirón mandou no canto direito de Bravo e ampliou a vantagem dos paraguaios.

A boa vantagem obrigou o Chile a sair para o jogo, abrindo brechas em sua defesa. A partida ficou mais aberta e o Paraguai desperdiçou oportunidades de vencer com mais tranquilidade. Sem mostrar eficiência no ataque, o time paraguaio precisou se segurar na defesa nos minutos finais. Mas conteve os pontuais lampejos do ataque chileno para confirmar o triunfo.

Junior Alonso (6) comemora com os paraguaios a vitória sobre o Chile em Brasília
foto: Evaristo Sá/AFP

Junior Alonso (6) comemora com os paraguaios a vitória sobre o Chile em Brasília



CHILE 0 x 2 PARAGUAI


CHILE
Bravo; Isla, Medel (Roco), Sierralta, Mena; Alarcón (Meneses), Vidal, Charles Aránguiz; Pinares (Galdames), Brereton e Vargas
Técnico: Martín Lasarte

PARAGUAI
Antony Silva; Alberto Espínola, Gustavo Gómez, Júnior Alonso, Héctor Martínez; Arzamendia (Alderete), Villasanti, Ángel Lucena (Gastón Giménez), Almirón (Bareiro), Carlos González (Óscar Romero); Samudio
Técnico: Eduardo Berizzo

Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: quinta-feira, 24 de junho
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
GOLS: Samudio, aos 33min do 1ºT; Almirón (pênalti), aos 12min do 2ºT
Cartões amarelos: Brereton, Bravo, Medel, Martínez

Compartilhe