Futebol Internacional

FUTEBOL INTERNACIONAL

Koeman diz que Coutinho, do Barça, pode ganhar minutos contra o Bayern

Brasileiro estará no banco de reservas

postado em 13/09/2021 14:05 / atualizado em 13/09/2021 14:11

O Barcelona fará sua estreia na Liga dos Campeões, nesta terça-feira, contra o Bayern de Munique, no Camp Nou. Em entrevista coletiva, Ronald Koeman, técnico do clube espanhol, disse que Philippe Coutinho deve ganhar minutos em campo.

"Ele está ausente há muito tempo, mas está a melhorar a cada dia e o que precisa agora é de alguns minutos", afirmou o holandês.

Neste ano, o brasileiro teve que passar por uma série de cirurgias. A última partida que realizou foi em 29 de dezembro de 2020, no empate com o Eibar, pelo Campeonato Espanhol. Na atual temporada, Coutinho ainda não estreou, mas foi relacionado no último jogo do Barça, contra o Getafe.

Outro jogador que pode estrear contra o Bayern é o atacante Luuk de Jong. O treinador do Barça afirmou que o atleta recém-contratado "está bem fisicamente".

Clima de revanche


Está será a primeira vez que as duas equipes irão se encontrar após a goleada histórica de 8 a 2 dos alemães sobre os espanhóis, pelas quartas de final da edição 2019/20 da Champions.

Koeman, que ainda não era treinador dos culés na partida em questão, afirmou que jogadores do Barcelona que estavam naquela partida sofreram, e que esta será uma oportunidade de darem o troco.

"Há vários jogadores que sofreram muito naquela noite. Deve ser visto como uma oportunidade para mudar isso. E para os demais, é uma oportunidade de causar danos ao Bayern. Podemos fazer, é questão de procurar a fórmula", disse.

"Se perdermos a bola nos espaços atrás, podem nos causar muitos estragos, porque são uma equipa muito rápida na frente. É importante ter a bola e começar bem atrás, é a chave para conseguir um bom resultado amanhã (13)", completou.

Por fim, o holandês não descartou a briga pelo título.

"Se podemos ganhar? É algo que não pode ser respondido. Contra o Bayern podemos tirar conclusões, é um adversário que aspira ao máximo e estamos mudando coisas. O Chelsea venceu no ano passado e não estava entre os favoritos", encerrou.