UAI


Conmebol anuncia fim do critério de gol fora de casa em suas competições

Decisão foi anunciada pelo presidente da entidade, Alejandro Dominguez

25/11/2021 13:05 / atualizado em 25/11/2021 13:27
compartilhe
Copa Libertadores e Copa Sul-Americana não adotarão mais o critério do gol fora de casa
foto: Divulgação/Conmebol

Copa Libertadores e Copa Sul-Americana não adotarão mais o critério do gol fora de casa


O Palmeiras se garantiu na final da Copa Libertadores deste sábado, diante do Flamengo, em Montevidéu, graças ao peso do gol qualificado de Dudu, no Mineirão, diante do Atlético. Depois de um 0 a 0 em casa, os paulistas se beneficiaram do regulamento e se garantiram com 1 a 1 em Belo Horizonte. Por "justiça esportiva", a Conmebol anunciou nesta quinta-feira que o gol fora de casa não terá mais peso na hora do desempate em suas competições.



"A Conmebol elimina o 'gol fora de casa'. A partir de agora, todos os gols dos torneios da Conmebol terão o mesmo valor, os muitos gols convertidos como visitante não serão mais considerados como fator de desempate. Com isso, visa-se uma maior justiça esportiva", anunciou Alejandro Dominguez, presidente da entidade.

Com a modificação, uma exigência de muitos clubes do continente, os jogos que terminarem com igualdade de pontos e no saldo de gols vão ser definidos nas cobranças de pênalti. A prorrogação já havia sido extinta das competições da Conmebol.

A modificação visa valorizar a busca pelas vitórias e não penalizar equipes mandantes por causa de um gol em seus domínios Também promete partidas mais abertas. Nesta edição da Libertadores faria Abel Ferreira, por exemplo, modificar a estratégia que deu muito certo com o Palmeiras nas semifinais com o Atlético. O time paulista se defendeu bem em casa, segurou o 0 a 0, e foi ousado em Belo Horizonte para avançar com o 1 a 1. De acordo com o português, "tudo bem organizado".

Desde 2018 que a medida era avaliada na Conmebol para os duelos no sistema mata-mata. A decisão segue padrões já adotados pela Uefa e também pela CBF, que desde o começo do ano tirou o gol qualificado na Copa do Brasil.


Compartilhe