UAI

2

Argentina vence e deixa Chile em situação delicada nas Eliminatórias

Já classificada, Seleção Argentina complica ainda mais a tarefa de anfitriões de garantir presença na Copa do Mundo no Catar

27/01/2022 23:23
compartilhe
Argentinos comemoram, enquanto chilenos deixam campo desolados após derrota
foto: Esteban Felix/AFP

Argentinos comemoram, enquanto chilenos deixam campo desolados após derrota



A Argentina, mesmo com sua vaga na Copa do Mundo no Catar já garantida, não tirou o pé das Eliminatórias. Nesta quinta-feira, a equipe visitou o Chile e, mesmo com o adversário precisando muito pontuar, venceu por 2 a 1. O resultado deixa os chilenos muito distantes da vaga no Mundial. O atacante Vargas, do Atlético, foi titular e acabou substituído na equipe andina, na etapa final.

Com a vitória, a Argentina vai agora a 32 pontos e encurta a distancia para o Brasil, que tem 36. As duas seleções, líder e vice-líder da tabela, são as únicas com o passaporte já carimbado para o Catar. Enquanto isso, o Chile cai para sétimo colocado, com 16 pontos.

Pela próxima rodada das Eliminatórias, os argentinos terão pela frente a Colômbia, em Buenos Aires, às 20h30 (de Brasília) desta terça-feira. No mesmo dia, mas às 17h, o Chile enfrentará a Bolívia, fora de casa.

O JOGO

O primeiro tempo da partida foi de muito movimento. Logo aos 9 minutos, Di Maria recebeu pelo lado direito e, em jogada clássica, puxou para a esquerda e bateu colocado. A bola fez a curva saindo do goleiro. Um lindo gol para a Argentina.

Não muito depois, porém, o Chile conseguiu o empate. Aos 19, Marcelino Nuñez fez belo lançamento, na cabeça de Brereton. Mesmo sem muito ângulo e com certa distancia, o atacante cabeceou por cobertura, num raro golaço de cabeça.

Ainda na primeira etapa, a Argentina se colocou à frente mais uma vez. Aos 33, De Paul arriscou chute de longe e Claudio Bravo espalmou para o meio. No rebote, Lautaro Martínez conferiu. O goleiro chileno, que antes do lance já havia pedido substituição por lesão, saiu logo em seguida.

A segunda etapa foi de menos bolas na rede. Precisando muito do resultado, o Chile tentou pressionar mais e se manter no ataque, enquanto a Argentina, com o placar a seu favor, baixou o ritmo e passou a explorar os contra-ataques.

A melhor chance do Chile veio em cabeceio de Brereton para defesaça de Martínez. Melhor para os argentinos, que conseguiram segurar o ímpeto chileno para se manter com a vitória até o apito final

CHILE 1 x 2 ARGENTINA


CHILE
Bravo (Cortés); Maripán, Medel, Vegas (Suazo) e Paulo Díaz (Isla); Erick Pulgar, Charles Aránguiz e Marcelino Nuñez (Montecinos); Vargas (Dávila), Brereton e Alexis Sánchez 
Técnico: Martín Lasarte

ARGENTINA
Emilliano Martínez; Molina, Lisandro Martínez, Otamendi e Tagliafico; De Paul (Lo Celso), Paredes e Papu Gómez; Nícolas González (Acuña), Di Maria (Ángel Correa) e Lautaro Martínez (Julián Álvarez) 
Técnico: Lionel Scaloni

Local: Estádio Municipal de Calama, em Calama, no Chile
Data: 27 de janeiro de 2022, quinta-feira 
Árbitro: Anderson Daronco (BRA) 
Assistentes: Fabrício Vilarinho (BRA) e Rodrigo Correa (BRA) 
Cartões amarelos: Maripán, Erick Pulgar, Alexis Sánchez, Montecinos e Vargas (Chile); Otamendi, Paredes e De Paul (Argentina)
GOLS: Di Maria, 8, Brereton, 19, e Lautaro Martínez, aos 33min do 1ºT

Compartilhe