UAI

2

Ex-Cruzeiro, Marcelo Mendez oferece refúgio a jogador argentino na Polônia

Técnico de vôlei que comanda time polonês atende pedido para abrigar atacante que joga na Ucrânia e fugiu por causa da invasão russa

24/02/2022 23:45 / atualizado em 25/02/2022 00:17
compartilhe
Ex-Cruzeiro, Marcelo Mendez está na Polônia e ofereceu abrigo a argentno fugido da Ucrânia
foto: Reprodução/Instagram

Ex-Cruzeiro, Marcelo Mendez está na Polônia e ofereceu abrigo a argentno fugido da Ucrânia


Multicampeão no Cruzeiro, o técnico Marcelo Mendez faturou a medalha de bronze com a Seleção Argentina nos Jogos Olímpicos de Tóquio e assumiu o comando do Resovia, da Polônia, no fim de 2021. O treinador de vôlei foi a 'salvação' para um compatriota, o atacante Claudio Paul Spinelli, que defende o Oleksandriya, clube de futebol da Ucrânia, e deixou o país às pressas por causa da intervenção militar da Rússia, ordenada pelo presidente Vladimir Putin. 

Enquanto as tropas russas seguiam a determinação de avançar pelo território ucraniano, Spinelli, que defendeu San Martín, Argentinos Juniors e Gimnasia Y Esgrima, de La Plata, e se transferiu para o Oleksandriya em julho de 2021, pegou o carro e fugiu para a Polônia. Na viagem, o atacante encontrou abrigo na casa do vitorioso ex-comandante do voleibol celeste. Marcelo Mendez recebeu uma ligação do jornalista Gastón Recondo, da TyC Sports, e prontamente ofereceu auxílio ao jogador argentino.  

"Aqui a situação está calma, falei com as autoridades e eles dizem que a Polônia está sã e salva, as atividades estão normais. Posso ajudá-lo (Spinelli) com hospedagem e o que mais precisar", declarou o treinador de vôlei em participação ao vivo no programa da TyC Sports comandado por Gastón Recondo. Marcelo Mendez ainda se comprometeu a auxiliar o jogador argentino nos trâmites legais para atravessar a fronteira da Ucrânia com a Polônia. 

"Claudio já me escreveu. Da rota ele já se comunicou comigo", disse o técnico argentino que imediatamente se prontificou a ajudá-lo, inclusive na entrada em território polonês. Marcelo Mendez declarou que lançará mão do bom relacionamento com os governantes da Polônia para agilizar a entrada no país do viajante oriundo da Ucrânia. O plano de Spinelli é seguir para Paris, para encontrar a esposa e parte da família, fugindo assim o momento de tensão com a invasão da Ucrânia pelas tropas russas. 


Compartilhe