UAI

2

Klopp diz que ainda acredita em título do Liverpool no Campeonato Inglês

Equipe do Liverpool está a três pontos de distância do Manchester City, que lidera a Premier League, restando três rodadas para o fim da competição

09/05/2022 13:13 / atualizado em 09/05/2022 13:29
compartilhe
Klopp diz que Liverpool precisa acreditar enquanto for matematicamente possível ultrapassar o Manchester City
foto: PAUL ELLIS / AFP

Klopp diz que Liverpool precisa acreditar enquanto for matematicamente possível ultrapassar o Manchester City

O técnico do Liverpool, Jrgen Klopp, disse nesta segunda-feira (9) que ainda acredita no título dos 'Reds' no Campeonato Inglês, no qual seu time está na vice-liderança com três pontos atrás do Manchester City, a três rodadas do fim da competição.

O City ampliou sua vantagem na ponta da tabela no fim de semana, após vencer por 5 a 0 o Newcastle e o empate do Liverpool por 1 a 1 contra o Tottenham, no sábado.



No entanto, Klopp rechaçou as opiniões de que sua equipe irá agora se concentrar na final da Copa da Inglaterra contra o Chelsea, no sábado, e na final da Liga dos Campeões da Europa contra o Real Madrid, no dia 28 de maio.

"Enquanto for possível ganhar o título, por que deixaríamos de acreditar?", disse o treinador em entrevista coletiva prévia à partida de amanhã contra o Aston Villa.

"Está claro que o campeonato ainda não acabou porque ainda faltam três rodadas. Minha preocupação agora é sobre como ganhar nossos jogos", acrescentou.

"Em um mundo ideal, você ganha todos as partidas e está sempre de bom humor. Muitas vezes temos que responder a contratempos e isso é o que devemos fazer desta vez", afirmou Klopp.

Depois da vitória do City sobre o Newcastle, o técnico Josep Guardiola disse que toda a Inglaterra quer que o Liverpool seja o campeão.

"Todos neste país apoiam o Liverpool, a imprensa e todos", afirmou Guardiola.

Klopp respondeu sobre declaração do espanhol e disse não ter essa sensação, devido ao ambiente hostil que sua equipe costuma encontrar nos jogos fora de casa.

"Não tenho ideia se todo o país nos apoia. Não é a sensação que tenho quando vamos jogador nos outros lugares. Realmente é ao contrário, mas talvez ele saiba mais sobre isso do que eu", comentou o alemão.


Compartilhe