UAI

2

Liverpool exige desculpas da França por caos na final da Liga dos Campeões

Tom Werner, presidente do clube, escreveu à ministra francesa dos Esportes, Amélie Oudéa-Castera, em carta publicada pelo jornal "Liverpool Echo"

31/05/2022 11:00 / atualizado em 31/05/2022 11:33
compartilhe
Muitos torcedores do Liverpool não conseguiram entrar no Stade de France, no dia da final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid
foto: FRANCK FIFE / AFP

Muitos torcedores do Liverpool não conseguiram entrar no Stade de France, no dia da final da Liga dos Campeões contra o Real Madrid

Três dias após o caos na organização da final da Liga dos Campeões em Paris, a indignação permanece elevada no Liverpool, cujo presidente exigiu um pedido de desculpas das autoridades francesas, que atribuíram aos torcedores britânicos a culpa  pelos incidentes.





Tom Werner, presidente do Liverpool, indignado, assim como milhares de torcedores do clube, que perdeu por 1 a 0 para o Real Madrid, escreveu à ministra francesa dos Esportes, Amélie Oudéa-Castera, para reclamar, e a carta foi publicada pelo jornal "Liverpool Echo".

No texto, ele expressa a "absoluta incredulidade" pelo fato de a ministra ter feito uma "série de acusações não comprovadas sobre um assunto tão importante", mesmo antes de uma investigação independente. 

Na segunda-feira, Oudéa-Castera acusou o Liverpool de "deixar seus torcedores sozinhos", diferentemente do Real Madrid, que acompanhou sua torcida do início ao fim.  

O ministro francês do Interior, Gérald Darmanin, voltou a insistir na tese de ingressos falsos. Ele calculou entre "30 mil e 40 mil" o número de torcedores ingleses sem bilhetes ou com entradas falsas e disse que a "fraude" tinha origem no Reino Unido.

Os números sobre ingressos falsificados foram questionados por especialistas na França, que os consideraram exagerados.

"Seus comentários são irresponsáveis, poucos profissionais e totalmente desrespeitosos com os milhares de torcedores feridos, física e emocionalmente", afirmou Werner em sua mensagem.

Fotos da decepção do Liverpool com a perda do título da Liga dos Campeões



Ele disse ter recebido várias mensagens de torcedores "mortos de medo" e denunciou uma "estratégias consistente em culpar os outros".

"Em nome de todos os torcedores que viveram este pesadelo, exijo um pedido de desculpas e a garantia de que as autoridades francesas e a Uefa permitirão uma investigação independente e transparente", destacou.

A entidade que administra o futebol europeu anunciou na segunda-feira que solicitará um "relatório independente sobre os eventos que marcaram a final da Liga dos Campeões".



Lembranças da tragédia de Hillsborough

As acusações reviveram para os torcedores do Liverpool as lembranças terríveis da tragédia de Hillsborough, que em 1989 provocou as mortes de 97 pessoas em um grande tumulto. Os torcedores dos 'Reds' foram considerados culpados por anos, antes que a justiça reconhecesse as decisões equivocadas da polícia.

O Liverpool pediu aos torcedores que compareceram à partida que compartilhassem suas experiências em um formulário disponibilizado on-line para contribuir com a investigação.

Outros problemas de segurança apontados pelos torcedores do Liverpool e do Real Madrid foram os roubos nas proximidades do estádio.

Seis detidos por assaltos no sábado serão julgados em um tribunal de Bobigny, norte de Paris.

Os seis indivíduos eram os últimos sob custódia policial pelos eventos ocorridos perto do Stade de France, que provocaram a detenção de 48 pessoas no sábado, incluindo um "número significativo" de menores de idade.

Embora a partida tenha sido disputada, as consequências do que aconteceu antes, durante e depois do jogo prometem se prolongar, tendo como pano de fundo a preocupação com os Jogos Olímpicos de 2024 em Paris.

Liga dos Campeões: festa do título do Real Madrid




Compartilhe