UAI


Santos acerta com alemães pendência por Bruno Henrique e evita nova punição

Peixe se comprometeu com o Wolfsburg a pagar cerca de R$ 2,2 milhões divididos em sete parcelas pela contratação do atacante, em 2017

24/11/2021 21:23
compartilhe
Destaque do Flamengo, Bruno Henrique foi contratado pelo Santos ao Wolfsburg em 2017
foto: Ivan Storti/Santos

Destaque do Flamengo, Bruno Henrique foi contratado pelo Santos ao Wolfsburg em 2017


Em situação financeira delicada, o Santos conseguiu evitar uma nova punição da Fifa ao fechar um acordo com o Wolfsburg, da Alemanha, envolvendo o atacante Bruno Henrique, atualmente no Flamengo. A operação aconteceu em janeiro de 2017 e a dívida, com juros e correção, ultrapassa a casa dos R$ 2 milhões.

Em nota, o Santos explica que se comprometeu a pagar 350 mil euros (cerca de R$ 2,2 milhões, pelo câmbio atual) em 2020, mas acabou não cumprindo o acordo. Em nova reunião entre as partes, a diretoria do clube paulista concordou em pagar seis parcelas de 50 mil euros (R$ 314 mil) e uma sétima de 60 mil euros (R$ 377 mil). "Essa foi mais uma situação que herdamos e estamos solucionando, para colocar o Clube em dia", afirmou o presidente do Santos, Andres Rueda.

Com isso, o Santos evita uma nova punição da Fifa. Desde de 2020, o time paulista vem sofrendo sanções por dívidas em transações, o que gerou algumas proibições no registro de novos atletas. No ano passado, o clube foi punido por dívidas envolvendo o meia Soteldo, junto ao Huachipato, do Chile, e o zagueiro Felipe Aguilar, com o Atlético Nacional, da Colômbia.

SOTELDO

Em relação ao venezuelano, o Santos repassou o valor de R$ 16,5 milhões referente à venda do jogador ao Toronto FC, do Canadá, e pagou posteriormente mais R$ 2,7 milhões. Com o Atlético Nacional, a dívida era de R$ 4 milhões.

No início de 2020, porém, a proibição veio pelo não pagamento ao Hamburgo pela contratação do zagueiro Cléber Reis. O acordo com o clube alemão foi de R$ 19,7 milhões, tendo um desconto de aproximadamente R$ 10 milhões após longa negociação.

Como lutou a temporada inteira para não ser rebaixado nas competições que disputou - Paulistão e Brasileirão -, o Santos tenta de toda maneira evitar uma punição que o impeça de registrar jogadores em 2022. Hoje, o clube paulista está liberado para contratar quem quiser.

Compartilhe