UAI


Aliviado, Fábio Carille diz que Santos pode sonhar mais alto no Brasileirão

Técnico exalta superação do Peixe no triunfo que encaminhou permanência na elite. Comandante vê equipe com chance de chegar à Copa Sul-Americana

25/11/2021 22:35
compartilhe
Fábio Carille respirou aliviado com vitória na Vila Belmiro e vê Santos com chance de voos maiores
foto: Ivan Storti/Santos

Fábio Carille respirou aliviado com vitória na Vila Belmiro e vê Santos com chance de voos maiores

O técnico Fábio Carille exaltou a vitória do Santos por 2 a 0 sobre o Fortaleza na noite desta quinta-feira, na Vila Belmiro, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. O triunfo levou o Peixe ao 11º lugar, com 45 pontos, muito perto de se livrar definitivamente do rebaixamento à Segunda Divisão. 



Na próxima rodada, o Peixe visita o Internacional no domingo, no Beira-Rio, para acabar matematicamente com o risco de queda. Depois do Inter, faltarão Flamengo (Maracanã) e Cuiabá (Vila Belmiro). O comandante santista vê o time com possibilidade de assegurar presença na Copa Sul-Americana, ao mesmo tempo em que ficou perto de assegurar a permanência na elite. 

O Peixe foi melhor no segundo tempo e marcou duas vezes com Marcos Leonardo. O Alvinegro teve média de 23 anos na etapa final.



"Mais um jogo de superação, entendendo e trabalhando em cima das limitações e dificuldades. Muito satisfeito com tudo que está acontecendo. Muito pouco para conseguir nosso objetivo. Talvez com 45 não caia, mas vamos buscar pontos e podemos sonhar com algo a mais, como Sul-Americana. A partir de amanhã vamos trabalhar por mais, mas com 45 matematicamente não estamos livres", disse Carille.

"Se a gente atingir os pontos da Sul-Americana antes, vamos sonhar mais. Mas o alívio de chegar a 45 pontos existe. 46 não cai, tenho certeza. 45 tenho dúvida. Vamos projetar Sul-Americana e depois quem sabe. Talvez um sonho maior contra o Cuiabá, mas vamos com os pés no chão, curtir cada momento. E hoje é dia curtir 45 pontos. Ninguém caiu com 45 na história, se não me engano, mas matematicamente não podemos comemorar", completou, sem lembrar que o Coritiba se livrou com 45 em 2009.







Compartilhe