UAI

2

Bragantino arranca empate com Santos na Vila e ambos seguem fora do G4

Dupla do interior paulista está próxima ao grupo dos quatro primeiros colocados, mas pode ver distância aumentar ao fim da rodada

18/06/2022 22:53 / atualizado em 18/06/2022 23:20
compartilhe
RB Bragantino arrancou empate em 2 a 2 após sair perdendo por 2 a 0 para o Santos na Vila Belmiro
foto: Ari Ferreira/RB Bragantino

RB Bragantino arrancou empate em 2 a 2 após sair perdendo por 2 a 0 para o Santos na Vila Belmiro

O Santos desperdiçou neste sábado uma grande oportunidade de entrar no G4 do Campeonato Brasileiro. Depois abrir dois gols de vantagem, ainda no primeiro tempo com gols do centroavante Léo Baptistão, permitiu o empate por 2 a 2 do Red Bull Bragantino, no estádio da Vila Belmiro, em Santos, pela 13ª rodada.

Caso conquistasse a vitória, o Santos subiria para a quarta colocação, mas agora tem que se contentar com a quinta, com 18 pontos. Tem a mesma pontuação que o Red Bull Bragantino, que está em sétimo lugar.

O problema para os dois é que outros três clubes também estão com 18 pontos - casos de Athletico-PR (quarto lugar), São Paulo (sexto) e Atlético (oitavo). E eles entrarão em campo ainda por esta rodada, o que poderá fazer com que Santos e Red Bull Bragantino percam posições na tabela de classificação.

Pela 14ª rodada do Brasileirão, o Santos terá pela frente o clássico contra o Corinthians, no próximo sábado, às 19 horas( de Brasília), na Neo Química Arena, em São Paulo. Antes, nesta quarta-feira, às 21h30, no mesmo local, encara o rival pela rodada de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Já o time de Bragança Paulista (SP) só pensa no nacional e enfrenta o Athletico-PR, no próximo sábado, às 16h30, na Arena da Baixada, em Curitiba.

O jogo - Apesar da chuva final em Santos, que deixou o gramado da Vila Belmiro mais escorregadio, com a bola mais rápida, o jogo foi bem disputado e com bons lances nos primeiros minutos. Os dois times procuraram o ataque e tiveram as suas chances.

Em um intervalo de dois minutos, o Red Bull Bragantino só não abriu o placar por causa de João Paulo. Aos 8, Hyoran tabelou com Luan Cândido e chutou de longe. O goleiro do Santos espalmou para escanteio. Na sequência, após chute de Artur, Jan Hurtado desviou e a bola caprichosamente acertou a trave esquerda santista. Para sorte do arqueiro, ela voltou em sua direção para fazer a defesa.

O Santos respondeu pouco tempo depois. Aos 12 minutos, Cleiton fez boa defesa em um chute de Bruno Oliveira, mas, aos 16, não teve chances. Rodrigo Fernández deu um belo passe no lado direito e achou Lucas Braga na linha de fundo. O cruzamento do lateral foi rebatido por Kevin e a bola ficou limpa para Léo Baptistão dominar e bater firme para fazer 1 a 0.

Com a vantagem, o Santos buscou ficar mais tempo com a bola e impediu o rival de chegar perto de sua área. O time de Bragança Paulista só conseguiu uma chance, aos 27 minutos, em um lance isolado. Aderlan levantou para a área e encontrou Hurtado, que cabeceou e obrigou João Paulo a fazer uma grande defesa.

O susto não abalou o Santos, que conseguiu ampliar a vantagem aos 35 minutos. Bruno Oliveira lançou na área para Marcos Leonardo, que passou por Cleiton com um toque de peito e tocou para Léo Baptistão só empurrar para a rede. O que o time santista não esperava era sofrer o gol do Red Bull Bragantino, aos 46, com Hyoran aproveitando uma sobra de bola na área.

Na volta do intervalo, a equipe de interior paulista teve mais posse de bola e ameaçou com perigo a meta defendida por João Paulo. Artilheiro da noite, por pouco Léo Baptistão marcou um gol contra em um escanteio.

O Santos só melhorou a partir dos 15 minutos, quando o técnico argentino Fabián Bustos fez três substituições de uma vez só. Com Ângelo e Rwan Seco em campo, o time santista voltou a ser mais agressivo, mas não teve efetividade na hora da conclusão.

Como castigo, o Red Bull Bragantino conseguiu o empate em uma belo gol. Aos 25 minutos, Luan Cândido recebeu de Artur pelo lado esquerdo, ajeitou e arriscou de fora da área. A bola entrou no ângulo esquerdo de João Paulo.

O gol de empate enervou, e muito, o lado santista. Tanto que de uma vez só Fabián Bustos e o preparador físico Marcos Connena foram expulsos por reclamação. A partir daí, pouca coisa de boa foi criada e o 2 a 2 foi mantido no placar.

SANTOS 2 x 2 RED BULL BRAGANTINO

Santos
João Paulo; Lucas Braga, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández, Vinícius Zanocelo (Camacho) e Bruno Oliveira (Sandry); Jhojan Julio (Rwan Seco), Léo Baptistão (Ângelo) e Marcos Leonardo
Técnico: Fabián Bustos

Red Bull Bragantino
Cleiton; Aderlan, Kevin, Natan e Luan Cândido; Raul (Eric Ramires), Lucas Evangelista e Hyoran (Praxedes); Artur (Carlos Eduardo), Jan Hurtado (Alerrandro) e Helinho (Sorriso)
Técnico: Mauricio Barbieri

Gols: Léo Baptistão, aos 16min e aos 35min do 1º tempo (Santos); Hyoran, aos 46min do 1º tempo, e Luan Cândido, aos 25min do 2º tempo (Red Bull Bragantino)
Cartões amarelos: João Paulo (3º), Ricardo Goulart (no banco de reservas), Vinícius Zanocelo (3º) e Bruno Oliveira (Santos); Praxedes, Helinho e Raul (Red Bull Bragantino)
Cartão vermelho: Fabián Bustos (Santos)

Renda: R$ 361.888,75
Público: 10.924 torcedores

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 18 de junho de 2022 (sábado)
Horário: 21 horas (de Brasília)

Árbitro: Douglas Marques das Flores (SP)
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli (SP) e Fabrini Belivaqua Costa (Fifa-SP)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Compartilhe