UAI


Vasco leva virada do CSA em casa e fica mais longe do acesso na Série B

Com vitória em São Januário, alagoanos ultrapassam cariocas na tabela

29/10/2021 23:58
compartilhe
Vasco perde em casa para CSA na Série B
foto: Reprodução/Vasco

Vasco perde em casa para CSA na Série B

O Vasco frustrou os mais de 9 mil torcedores que foram ao estádio de São Januário na noite desta sexta-feira e perdeu para o CSA, de virada, por 3 a 1, pela 32.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O confronto foi bastante equilibrado e com lances polêmicos.

A derrota é uma ducha de água fria no time carioca, que chegou ao segundo jogo sem vitória e viu o G-4, grupo de acesso, cada vez mais distante. O Vasco caiu para o oitavo lugar, com 47 pontos. Seis pontos de distância para o Goiás, quarto colocado, com 53. Já o CSA, que vive situação parecida com a do Vasco, assumiu o sétimo lugar, com 48 pontos, ficando a cinco pontos do grupo do acesso.

O VAR foi o grande protagonista do primeiro tempo. Logo aos quatro minutos, Iury Castilho recebeu cruzamento da direita, ganhou na disputa de bola e finalizou para abrir o placar para o CSA. Acontece que o lance foi revisado e o árbitro anulou o gol devido a um toque de mão do atacante.

Não demorou e, aos 15, o VAR voltou a trabalhar num lance em que o atacante do Vasco, Germán Cano, teria recebido um pisão dentro da área. O árbitro foi checar o lance e entendeu que houve o contato, assinalando pênalti para o time da casa. Aos 17, Cano cobrou, deslocou o goleiro e não desperdiçou: 1 a 0.

A vantagem no placar incendiou a torcida nas arquibancadas, mas por pouco tempo. Aos 24 minutos, Renato Cajá cobrou falta de muito longe, a bola desviou na barreira e enganou o jovem goleiro Lucão, que não conseguiu evitar o empate dos visitantes

Com o empate parcial no placar e sem mais interferências do VAR, Vasco e CSA fizeram um confronto bastante equilibrado e com forte marcação. Tanto é que as novas oportunidades de gol saíram apenas em chutes de longa distância, como de Renato Cajá, do CSA, aos 32, e depois com Gabriel Pec, do Vasco, aos 40.

Pressionado pela vitória, o Vasco voltou para o segundo tempo com postura mais ofensiva e quase fez o segundo. Logo no primeiro minuto, Riquelme recebeu na ponta esquerda, invadiu a área e finalizou de bico, quase acertando a trave do goleiro Thiago Rodrigues.

Aos poucos, o CSA equilibrou a partida e aproveitou o nervosismo do Vasco para chegar com mais perigo no ataque. Tanto é que, com tranquilidade, os alagoanos viraram aos 37 minutos. Giva Santos deu linda assistência para Dellatorre, que apareceu livre na área e mandou para as redes.

Atrás no placar, o Vasco foi para o tudo ou nada, foi ao ataque, expôs sua defesa e ainda sofreu o terceiro gol antes do final da partida. Clayton foi derrubado na área por Riquelme e o juiz marcou pênalti. Dellatorre, deslocou Lucão, e aos 48 minutos e deu números finais ao confronto.

O Vasco volta a campo na quinta-feira para enfrentar o Guarani, às 19 horas, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). Enquanto o CSA jogará na terça-feira diante do Vitória, às 19 horas, no Barradão, em Salvador (BA).

VASCO 1 x 3 CSA

VASCO - Lucão; Zeca (Jhon Sánchez), Ricardo Graça, Leandro Castán e Riquelme; Bruno Gomes (João Pedro), Andrey (Daniel Amorim) e Marquinhos Gabriel; Morato, Germán Cano e Gabriel Pec (Léo Jabá). Técnico: Fernando Diniz.

CSA - Thiago Rodrigues; Éverton Silva (Giva Santos), Matheus Felipe, Lucão e Ernandes (Kevyn); Geovane, Yuri e Renato Cajá (Gabriel Tonini); Gabriel (Marco Túlio), Dellatorre e Iury Castilho (Clayton). Técnico: Mozart Santos.

GOLS - Germán Cano (pênalti), aos 19, e Renato Cajá, aos 24 minutos do primeiro tempo. Dellatorre, aos 37 e aos 48 minutos do segundo tempo.

CARTÃO AMARELO - Riquelme (Vasco).

ÁRBITRO - Marielson Alves Silva (BA).

RENDA E PÚBLICO - Não divulgados.

LOCAL - Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Compartilhe