UAI

2

Vasco empata com Vila Nova e chega ao sexto jogo sem vitória na Série B

Sem chance de acesso, time carioca ampliou jejum de triunfos

15/11/2021 20:42
compartilhe
Vasco não passou de empate no OBA, em Goiânia, diante do Vila Nova: jejum aumenta
foto: Douglas Monteiro/Vila Nova

Vasco não passou de empate no OBA, em Goiânia, diante do Vila Nova: jejum aumenta

 
Sem chances de acesso, o Vasco chegou ao sexto jogo sem vitória na Série B do Campeonato Brasileiro na noite desta segunda-feira, quando empatou com o Vila Nova, por 2 a 2, no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga -OBA -, em Goiânia (GO), pela 36ª rodada. A partida teve segundo tempo bastante movimentado e com três gols.

Foi a sexta partida sem vitória do time carioca, sendo quatro derrotas e dois empates. O Vasco tem 48 pontos ganhos, enquanto o Vila Nova, ainda com chances remotas de rebaixamento à Série C de 2022, tem 45. Nesse confronto, o Vasco foi dirigido por Fábio Cortez, técnico do time sub-20 e que comandará o time na reta final do campeonato após a demissão de Fernando Diniz.

O Vila Nova volta a campo na sexta-feira para enfrentar o Londrina, às 21h30, novamente no estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia (GO). Já o Vasco, no mesmo dia, mas às 19 horas, receberá o Remo, em São Januário, no Rio de Janeiro.

O JOGO


O Vila Nova fez valer o mando de campo e começou a partida pressionando o Vasco. Tanto é que logo aos 13 minutos já abriu o placar. Após escanteio, Riquelme afastou mal e a bola sobrou para Pedro Bambu, que finalizou, e viu a bola desviar na marcação e parar dentro do gol.

Atrás no placar, o Vasco manteve a postura de ficar com a bola nos pés e quase empatou aos 20. Nenê roubou bola na ponta direita, foi para cima da marcação e cruzou na área. Daniel Amorim ganhou da marcação pelo alto e cabeceou forte e obrigou o goleiro Georgemy defender no canto direito.

A vantagem fez mal para o Vila Nova, que passou a ser cauteloso e esperou o Vasco para tentar o segundo gol. E a postura defensiva resultou no empate dos cariocas. Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Nenê invadiu a área e tocou para Morato, quase na marca do pênalti, deixar tudo igual.

O empate deixou o confronto animado e outros dois gols saíram em sequência. Aos sete, Georgemy saiu mal do gol e Daniel Amorim, de longe, finalizou por cobertura, colocando o Vasco na frente do placar. Mas o Vila Nova voltou a empatar aos oito, após passe de Dudu e chute cruzado de Clayton.

O confronto foi equilibrado até o final, com o Vasco tendo as melhores chances de sair com a vitória. Aos 24 minutos, Morato ajeitou para João Pedro e o atacante finalizou fraco, em cima do goleiro Georgemy. O mesmo João Pedro perdeu outra oportunidade aos 32, após cruzamento de Figueiredo.

Nos acréscimos as chances continuaram aparecendo. Aos 47, o Vasco quase marcou com Figueiredo, e aos 50 o Vila Nova assustou em falta cobrada por Dudu. Empate justo na capital goiana.

VILA NOVA 2 x 2 VASCO


VILA NOVA  
Georgemy; Moacir, Renato Silveira, Rafael Donato e Willian Formiga; Dudu, Pedro Bambu e Arthur Rezende (Alan Grafite); Diego Tavares (Pedro Júnior), Clayton (Rafael Silva) e Alesson
Técnico: Higo Magalhães

VASCO
Lucão; Léo Matos, Ricardo Graça, Leandro Castán e Riquelme; Andrey, Galarza (Caio Lopes) e MT (João Pedro); Morato (Juninho), Daniel Amorim (Figueiredo) e Nenê
Técnico: Fábio Cortez (interino)

Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia (GO)
Data: terça-feira, 15 de novembro 
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf (MS)
GOLS:  Pedro Bambu, aos 13min do 1ºT; Morato, a 1; Daniel Amorim, aos 7; e Clayton, aos 8min do 2ºT
Cartões amarelos: Renato Silveira, Willian Formiga, Arthur Rezende e Alesson (Vila Nova); Léo Matos, Andrey e Galarza (Vasco)

Compartilhe