UAI

2

Vasco goleia Operário em São Januário e cola no líder Cruzeiro na Série B

Com gols já na reta final da partida, cruzmaltinos mostram força em casa e reduzem a um ponto a distância para a Raposa na liderança

24/06/2022 21:27 / atualizado em 24/06/2022 21:44
compartilhe
Vasco demorou a marcar, mas liquidou a partida na reta final da partida
foto: Daniel Ramalho/Vasco

Vasco demorou a marcar, mas liquidou a partida na reta final da partida


O Vasco mostrou mais uma vez a força em São Januário e venceu por 3 a 0 o Operário, nesta sexta-feira, pela 14ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os gols foram de Quintero, Nenê e Palacios, todos no segundo tempo e já na reta final da partida.



Com o resultado, os cruzmaltinos chegaram a 30 pontos e ficaram apenas um do líder Cruzeiro. Já os paranaenses seguem com 16. A Raposa, no entanto, tem um jogo a menos que o time carioca, pois só voltará a campo na terça-feira que vem, quando receberá o Sport, no Mineirão. A partida dos celestes contra o Ituano, pela 14ª rodada, será só no dia 5 de julho, no interior paulista.

O Vasco viu o Operário ser melhor durante a primeira e o início da segunda etapa. No entanto, os cruzmaltinos melhoraram na parte final e marcaram com Quintero, Nenê e Palacios.

Na próxima rodada, o Vasco viaja para encarar o Novorizontino, na quarta-feira, em Novo Horizonte. Já o Operário recebe a Chapecoense, na segunda-feira, em Ponta Grossa.

O JOGO


O Vasco tentou pressionar nos primeiros minutos, mas pouco incomodou o goleiro Simão. Do outro lado, o Operário soube suportar a ofensiva dos cariocas e passou a buscar os avanços, também sem sucesso.

A primeira chance de gol aconteceu aos 18 minutos, pelo Operário. Após cobrança de escanteio, Thales escorou, mas Paulo Sérgio não chegou a tempo de empurrar para a rede. O Vasco melhorou após o susto, mas viu os visitantes quase marcarem com Reniê, em chute de fora da área que parou em Thiago Rodrigues.

O confronto seguiu movimentado nos minutos finais do primeiro tempo. No entanto, Vasco e Operário não finalizaram com perigo ao gol adversário e foram para o intervalo com a igualdade no placar.

No segundo tempo, o Operário seguiu com a postura ofensiva e criou grande chance aos quatro minutos. Giovanni Pavani recebeu passe na área e chutou no travessão.

Aos poucos, o Vasco equilibrou o confronto, mas seguiu errando muito no setor ofensivo. Entretanto, os cruzmaltinos pararam de sofrer na defesa. Os donos da casa só conseguiram chegar com perigo aos 28 minutos da etapa complementar. Weverton cruzou, a bola por todo mundo e chegou em Palacios. O chileno mandou sobre o travessão.

O lance animou os cruzmaltinos, que passaram a pressionar o Operário. O Vasco foi recompensado aos 34 minutos, quando Nenê cruzou para Quintero cabecear para a rede.

O revés fez o Operário tentar buscar o ataque, mas viu o Vasco decretar a vitória aos 43 minutos. Após ser chamado pelo VAR, o árbitro marcou pênalti em mão do zagueiro paranaense. Nenê cobrou com categoria, sem chance para Simão.

Nos minutos finais, o Vasco manteve a postura ofensiva e chegou ao terceiro gol aos 50 minutos. Palacios cobrou falta com categoria, no ângulo, para dar números finais em São Januário.

VASCO 3 x 0 OPERÁRIO


VASCO
Thiago Rodrigues, Weverton, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara (Juninho), Andrey dos Santos e Nenê (Matheus Barbosa); Gabriel Pec (Raniel), Getúlio (Palacios) e Figueiredo
Técnico: Maurício Souza

OPERÁRIO
Simão; Thales (Ronald), Reniê e William Machado (Junior Brandão); Arnaldo, Ricardinho, Tomas Bastos (Reina) e Fabiano; Giovanni Pavani (Giovani Albuquerque), Paulo Sérgio e Silvinho (Feliep Saraiva)
Técnico: Claudinei Oliveira

Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: Sexta-feira, 24 de junho de 2022

Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Evandro de Melo Lima (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)

Renda: R$ 579.022,00

Público: 20.269 pagantes

VAR: Vinicius Furlan (SP)

Cartões amarelos: Yuri e Palacios (Vasco); Thales, Paulo Sérgio e Willian Machado (Operário)

GOLS: Quintero, aos 34, Nenê, 43, e Palacios, aos 50min do 2ºT

Compartilhe