MMA

MMA FEMININO

Postagem polêmica tira pioneira do MMA feminino de série da Disney

Gina Carano foi demitida do elenco de The Mandalorian após post

postado em 11/02/2021 20:46

(Foto: Reprodução/Disney)

Uma das pioneiras do MMA feminino, Gina Carano passou a investir na carreira quando deixou o esporte, em 2009, após derrota para Cris Cyborg no extinto Strikeforce. Personagem de destaque nas duas temporadas da badalada série The Mandalorian, da Disney, que explora o universo Star Wars, ela foi demitida após postagem polêmica nas redes sociais. 

De acordo com o site Hollywood Reporter, Gina Carano foi dispensada pela LucasFilm, produtora da série, depois de postagem sobre o recém-eleito e empossado presidente dos EUA, Joe Biden. Ela publicou em sua conta uma mensagem sobre perseguição de simpatizantes do Partido Republicano assim como ocorreu no Holocausto, que deixou rastro de terror com as vítimas dos nazistas na II Guerra Mundial. 

Carano apagou a postagem, mas não escapou dos olhares dos internautas e acabou dispensada da série. A publicação motivou a criação da hashtag #FireGinaCarano, no Twitter, com pedido de demissão da atriz. O que acabou ocorrendo, de acordo com porta-voz da LucasFilm.

“Gina Carano não está atualmente empregada pela Lucasfilm e não existem planos para ela estar no futuro. Contudo, os posts dela na rede social denegrindo as pessoas baseado em suas identidades culturais e religiosas são repugnantes e inaceitáveis”, disse o porta-voz, condenando a atitude da ex-atleta profissional.

Aos 38 anos, Gina Carano teve carreira rápida no MMA. Ela estreou como profissional em 2006 e ficou invicta até a última luta, em agosto de 2009. Na ocasião, a americana disputou o cinturão peso pena (66kg) contra a brasileira Cris Cyborg e foi batida por nocaute técnico no fim do primeiro round. 

Tags: demissão disney série LucasFilm gina carano the mandalorian Cara Dune