MMA

FEDERAÇÃO FIGHT 13

Campeão, Ben 10 promete honrar apelido e manter cinturão no Federação Fight

Atração principal do evento de sábado, atleta de BH sonha alto

postado em 11/05/2021 09:02 / atualizado em 11/05/2021 16:48

(Foto: Rafael Lavô/Federação Fight)

No desenho animado que fez sucesso entre crianças e adolescentes a partir de 2007, Ben Tennyson é um garoto que encontra um relógio mágico que o permite se transformar em 10 formas alienígenas para combater o mal. Essa jornada do pequeno herói acompanha a trajetória de Fernando Lourenço de Almeida no MMA. Nascido em BH, ele ganhou dos companheiros de academia o apelido Ben 10, nome do personagem da série de animação, como se tornasse um 'monstro' quando está em ação, seja nos treinos ou nos combates de artes marciais mistas. 

Fernando 'Ben 10' é atração principal do Federação Fight, que retorna para a 13ª edição no próximo sábado, no Ginásio Poliesportivo de Santa Luzia, na cidade homônima da Grande BH. Em tempos de pandemia, o evento será sem a presença dos fãs e com transmissão ao vivo pela internet. O canal do Território Tupiniquim no YouTube (www.Youtube.com/TerritorioTupiniquim) vai exibir de forma gratuita, a partir do meio-dia, as cinco lutas profissionais e as 15 amadoras programadas no card. 

Fernando Ben 10 vai fechar o evento na luta principal. Campeão peso galo (61kg) do Federação Fight, título conquistado em 2019, em Nova Lima, diante de Luiz Filho, com vitória por pontos, ele enfrentará o desafiante João Vitor Oliveira, em revanche de três rounds. Os dois tiveram embate no cage do Jungle Fight, no mesmo ano, com triunfo do atual dono do cinturão por decisão unânime dos juízes. 

Em entrevista ao SUPERESPORTES, Fernando Ben 10 elogiou a iniciativa do Federação Fight de privilegiar comunidades com projetos sociais e também o fato de ser um evento que valoriza os atletas mineiros, principalmente os amadores, em busca do sonho da profissionalização no MMA. O campeão prometeu dar um show no cage e vencer de forma contundente, com nocaute ou finalização, o desafiante na revanche. 

Fernando, que começou na capoeira aos seis anos e passou pelo jiu-jítsu (onde ganhou o apelido), migrou para o MMA aos 18 e ganhou destaque em eventos regionais até chegar ao Jungle Fight, já como campeão do Federação Fight. Foram três vitórias seguidas pelo maior evento de artes marciais mistas da América Latina, a última por nocaute, diante de Marcelo Guarilha, em Contagem, em janeiro de 2020. 

Aos 26 anos, com metas definidas na carreira, ele projeta chegar aos poucos no topo do MMA mundial. Mas sem pressa. O primeiro passo é manter o cinturão do Federação Fight, para depois se firmar em âmbito nacional, no caso disputar o título até 61kg do Jungle Fight. Em seguida, o grande sonho: chegar ao topo, no caso o Ultimate Fighting Championship (UFC), principal evento de MMA. 

(Foto: Rafael Lavô/Federação Fight)
 

Confira a entrevista com Fernando 'Ben 10'


Começo no esporte

Comecei aos seis anos na capoeira, na escola, depois fiquei afastado por um tempo e comcei a treinar jiu-jítsu aos 15 anos, por influência de primos. São 12 anos de jiu-jítsu na VF Team Reis MMA. Aos 18, comecei a treinar MMA e a competir. 

Origem do apelido 'Ben 10'

O apelido veio quando estava no jiu-jítsu. Comecei a treinar e me chamaram assim pela aparência com o personagem (o garoto Ben Tennyson), além dos monstros em que ele se transforma, porque eu sempre treinei muito firme. E o Ben 10 é assim, quando ele se transforma em monstros fica muito mais forte. 

Embalo no MMA e revanche

Eu venho de vitórias (seis consecutivas desde dezembro de 2018), então estou embalado e venho treinando firme. Lutar contra ele novamente só me motiva mais. Como já o enfrentei, o pensamento de sair vitorioso é ainda maior. 

Nossa luta foi por pontos, decisão unânime, e ganhei os três rounds. Agora eu estou com muito mais força e pode terminar em nocaute, vai ser um nocaute ou mesmo finalização, se for para o chão. Em qualquer área, estarei preparado.

Camp de treinos

Meus professores Vinícius Franklin e João Reis fizeram um camp perfeito para mim na VF Team e Reis MMA, tudo de acordo com o que eu precisava para essa luta. A preparação foi a melhor na parte física e técnica, então eu estou 100% preparado. 

Evento sem público na arena

A torcida faz falta, o público, a energia, isso faz falta. A adrenalina da torcida é o que nos motiva a querer mais, a lutar mais. É uma energia contagiante.

(Foto: Rafael Lavô/Federação Fight)
Federação Fight

O Federação Fight veio para mudar a história do MMA em Minas. A gente precisava de um evento assim, que leva a sério os atletas, que tem um compromisso com eles. A cada dia, mostra que veio para fazer mudanças, agora com o projeto social. Com isso, as comunidades podem conhecer o esporte, treinar e ter o incentivo do esporte. Essa iniciativa é das melhores. 

Futuro

No momento eu quero defender o meu cinturão no Federação Fight e minha próxima luta pelo Jungle Fight será pelo cinturão. Quero lutar pelo título no Jungle e ser campeão da América Latina também. Quero ser o número da América Latina e de Minas no peso por peso. Depois, a gente começa a pensar em novos ares, mas a meta é sempre o UFC, quer ser o número um no peso por peso também. 

Federação Fight 13


Sábado, 15 de maio
Local: Ginásio Poliesportivo de Santa Luzia
Horário: a partir do meio-dia
Transmissão on-line: canal do Território Tupiniquim no YouTube (www.Youtube.com/TerritorioTupiniquim

CARD* 

Duelos profissionais

Fernando 'Ben10' x João Oliveira - cinturão peso galo (61kg)
Carlin Soares x Johnny Winchester - peso galo (61kg)
Deninho 3 D x Pedro Henrique - peso mosca (57kg)
Wanderson Michel x Lauro Rocha - peso leve (70kg)
Daniel Bulldog x Leandro The Punisher - peso galo (61kg)

Duelos amadores

Pedro Antonio x João Marcos – peso mosca (57kg)
Reginaldo x Cleber Santos – peso leve (70kg)
Alan Edler x Alexandre Augusto – peso pena (66kg)
Vitão x Willer Alves –peso casado (90kg)
Alexandre Siqueira x Carlos Jesus – peso pena (66kg)
Warlen Souza x Diogo Soares – peso pena (66kg)
Eduardo Chagas x João P Moreira – peso pena (66kg)
Highlander Goku x Paulo Henrique – peso meio-médio (77kg)
Leibness Moraes x Vitor Galvão – peso pena (66kg)
Michel Alves x Nala França – peso meio-médio (77kg)
Gabriel Henrique x João Everton Santos – peso meio-médio (77kg)
Laryssa Leila x Karla Yasnara – peso palha (52kg)
Luiz Figueiredo x Leandro Gustavo – peso casado de 82kg
Stefan x Juvani Batista – peso galo (61kg)
Antonio David x Anderson Xavier – peso galo (61kg)

*sujeito a alterações

Tags: cinturão peso galo artes marciais mistas Federação Fight 13 federação fight fernando ben 10 joão oliveira