MMA

BELLATOR

Campeã, Cris Cyborg está na mira de várias lutadoras no Bellator

CEO da franquia revela que todas querem enfrentar brasileira

postado em 25/05/2021 18:36

(Foto: Reprodução/Instagram)

Cris Cyborg é uma das lutadoras mais temidas do mundo. Mas nem por isso as adversárias fogem de um duelo no cage do Bellator. O CEO da organização, Scott Coker, disse que a brasileira, que defendeu o cinturão peso-pena (66kg) ao nocautear Leslie Smith na edição de número 259, revelou que várias atletas almejam uma chance para desafiar a campeã. 

Cyborg, de 35 anos, manteve o cinturão pela segunda vez consecutiva ao vencer Leslie Smith nos instantes finais da luta principal do Bellator 259, em Uncasville (EUA). O nocaute técnico veio a nove minutos para o fim, quando o árbitro interrompeu o confronto depois de uma série de socos aplicados pela campeã. 

Depois do evento, Cyborg sugeriu como futura desafiante uma velha conhecida dos tempos de UFC: Cat Zingano. A norte-americana foi a única na organização rival a bater a atual campeã Amanda Nunes, que foi algoz de Cyborg no octógono, quando conquistou o cinturão peso-pena - ela já era dona do título dos galos (61kg) no Ultimate. 



O mandatário do Bellator deixou escapar que Cat Zingano, realmente, é o nome em vista para desafiar Cyborg. "Esta é uma das razões pelas quais a trouxemos aqui. Ela tem uma vitória sobre Amanda Nunes, então acho que ela veio pra cá para lutar com a Cyborg. Ela fez algumas lutas e se sente muito bem com isso. Vamos fazer essa luta a seguir? Não tenho certeza, mas definitivamente vamos conversar sobre isso com todos na semana que vem", declarou Scott Coker.

Cat Zingano venceu as duas lutas que disputou pelo Bellator. Mas o CEO da organização disse que ela é uma das várias candidatas ao posto de desafiante de Cyborg. Coker revelou que a brasileira, até por ser apontada como uma das melhores lutadoras de MMA da história, é um alvo em potencial. 



"Assim como Leslie (Smith), há outras garotas nos ligando o tempo todo e dizendo - Eu quero lutar com a Cyborg. Isso não para, continua acontecendo, então, veja bem, essas mulheres querem se desafiar. Elas querem lutar contra as melhores do mundo e elas sabem que ela é a GOAT (melhor de todos os tempos). Todas miram ela", ressaltou.

Cyborg deixou o UFC depois de perder o cinturão para Amanda Nunes, com nocaute fulminante aos 51seg de luta. Ela se recuperou diante de Felicia Spencer, com triunfo por pontos, mas encerrou o contrato com a organização e saiu com clima de desconforto com o presidente Dana White. A paranaense assinou com o Bellator em 2019, estreou já conquistando o título diante de Julia Budd (nocaute técnico) e o defendeu contra Arlene Blencowe (finalização) e Leslie Smith (nocaute técnico). 

Tags: cinturão bellator cat zingano cris cyborg scott coker CEO