MMA

UFC

Brasileiros têm sábado ruim no UFC em Las Vegas: só estreante vence

Gregory Robocop foi o último a vencer no card do UFC Vegas 28

postado em 06/06/2021 00:11

(Foto: Reprodução/UFC)

O Brasil teve um sábado muito ruim no UFC 28, em Las Vegas. Dos seis representantes do Brasil que entraram no octógono, só um teve o braço erguido: o estreante Gregory Rodrigues, o Robocop, que bateu Dusko Todorovic, da Croácia, por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28). 

Gregory Rodrigues lutou no card principal e estreou na divisão peso-médio (84kg) com moral, depois de ter chegado ao UFC como campeão do LFA. Em duelo de trocação franca, o brasileiro foi mais efetivo e levou a melhor na pontuação dos juízes laterais, depois de três rounds bem movimentados. 



Se Robocop fez valer a força do Brasil no MMA, os demais representantes do país falharam neste sábado. Na luta principal do evento, nos pesos-pesados, Augusto Sakai foi batido pelo surinamês Jairizinho Rozenstruik, por nocaute técnico 4min59seg, depois de mandar o adversário ao chão e knockdown e soltar fortes golpes, até a interrupção do árbitro Herb Dean. 



Ainda no card principal, no peso-mosca (57kg), Ariane Lipski não resistiu aos fortes golpes de Montada de la Rosa e acabou nocauteada. A paranaense, chamada de Rainha da Violência, foi derrubada pela norte-americana, que soltou a mão no ground and pound e liquidou a luta, aos 4min27 do segundo round.



As demais derrotas brasileiras no UFC Vegas 28 ocorreram no card preliminar. Estreante no evento, a paranaense Tabatha Ricci, que aceitou a luta em cima da hora, resistiu o quanto pôde ao melhor ritmo da francesa Manon Fiorit, que venceu por nocaute técnico aos 3min do segundo assalto. O combate foi válido pelo peso-mosca (57kg).

O veterano Francisco Massaranduba encarou duelo de muita trocação contra Muslim Shalikhov, nos meio-médios (77kg). Depois de três rounds bem equilibrados e com agressões de ambos os lados, os juízes deram a vitória ao russo em decisão unânime, com triplo 30-27. 

No peso-leve (70kg), Alan Nuguette não teve vida fácil contra Mason Jones. O brasileiro vinha sendo dominado pelo galês até que, aos 2min14 do segundo round, foi atingido pelo dedo do rival no olho, de forma acidental. Atendido pelo médico no octógono, o paulista alegou que não conseguia enxergar, e o duelo terminou em No Contest (Sem Resultado). 



LUTA CANCELADA

O Brasil teria mais um representante em ação neste sábado. Mas o paraense Antônio Arroyo teve a luta contra Tom Breese, que seria no card principal, cancelada já com o evento em andamento. O UFC anunciou que o norte-americano foi vetado por causa de 'problemas médicos'. 

PONZINIBBIO VENCE

Para alegrar um pouco a noite dos fãs de MMA no Brasil, Santiago Ponzinibbio, o 'Argentino Gente Boa', como foi chamado durante o TUF Brasil 2, saiu do octógono com vitória em grande luta. Ele derrotou o então invicto Miguel Baeza por decisão unânime, com triplo 29-28, e se recuperou na divisão dos meio-médios (77kg). 



Tags: brasileiros Robocop las vegas santiago ponzinibbio alan nuguette UFC massaranduba ariane lipski UFC Vegas 28 augusto sakai